Quem será o herói?

0

Essa conversa do desmonte de Serra Sede, que voltou a ganhar força com a possível saída de pelo menos parte do Fórum de lá, não é nova. No início dos anos 2000, o projeto apelidado de Carapinão, que diminuía o tamanho do distrito da Sede passando áreas para o distrito de Carapina, gerou confusão. Até a polícia teve que ser chamada para conter os nervos dos moradores da sede. Naquela ocasião quem capitalizou politicamente foi à família Gomes, na figura de Gilson e Gildo Gomes, e na época o jovem vereador Bruno Lamas. E desta vez? Com a possível mudança do Fórum, quem vai capitalizar melhor?

Se liga aí

Mas tem gente que não entendeu isso ainda. Um deles é o tucano e pré-candidato a prefeito Vandinho Leite, que poderia articular ações com aliados fortes, como o colega de partido e vice-governador César Colnago. Outro é o deputado federal Givaldo Viera (PT), que também quer ser prefeito, mas ainda não se posicionou de forma mais firme neste assunto.

Em terra de cego…

Mas tem político com as antenas ligadas. É o caso de Audifax (Rede), que ofereceu áreas da Prefeitura para um novo Fórum; Vidigal (PDT), que na semana passada articulou uma reunião da comunidade da Sede com Governador Hartung (PMDB); Bruno Lamas (PSB), que há semanas atrás promoveu uma reunião com o então Presidente do TJ, Sérgio Bizzotto.

Fica no xadrez

Os três senadores capixabas (Magno Malta-PR, Rose de Freitas e Ricardo Ferraço-ambos PMDB) votaram pela manutenção de Delcídio do Amaral (PT) na prisão. A votação aconteceu na noite desta quarta-feira (25). Ferraço que é oposição ao governo foi o primeiro a se manifestar sobre o assunto.

Capital do PDT

A direção estadual do PDT realiza, no próximo sábado (5) sua convenção regional, e o município escolhido para sediar o encontro foi a Serra, base política do deputado federal do partido, Sérgio Vidigal, que poderá representar a legenda na disputa pela prefeitura em 2016.  O encontro será no Pavilhão de Carapina, às 9h.

Serra ou Brasília, eis a questão

Por falar em Vidigal, parece que pegou jeito com Brasília.  Entre outras agendas nacionais, briga por verba para UFES, criticou o desastre da Samarco e, como membro da CPI do BNDES, enquadrou Bumlai, amigo de Lula, e o empresário Eike Batista. Além disso, crescem rumores de que o ex-prefeito possa desistir de concorrer à Prefeitura da Serra em 2016. Será que Vidigal tomou gosto por agendas nacionais e vai deixar de lado a disputa política na Serra?

Bafômetro petista

Entre um gole e outro, um vereador do PT da Serra esbravejou: “Está na hora do partido ter candidatura própria. Esse negócio de pular de galho em galho, fica mal pra gente. Mas se não tiver jeito, prefiro mil vezes caminhar com Audifax”.

 

Comentários