20.7 C
Serra
quarta-feira, 22 setembro - 2021
  • CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 71.679 casos
  • 1.485 mortes
  • 69.752 curados
Para evitar colapso:

Casagrande pode decretar lockdown de 14 dias na Serra e em outras cidades do ES nesta quarta

Leia também

Vendaval destrói poste e deixa bairro da Serra sem energia elétrica

O vendaval da noite desta terça-feira (21) está deixando estragos em alguns bairros da Serra. Em Vila Nova de Colares,...

Calorão na Serra dá lugar a chuva e ventos de até 40 km/h nessa quarta-feira

No dia em que marca a passagem para a Primavera no Hemisfério Sul, o avanço de um sistema frontal...

Assembleia Legislativa aprova regras para gratuidade em ônibus

  Deputados estaduais aprovaram nesta quarta-feira (21) o Projeto de Lei Complementar 24/2021, que faz ajustes à Lei Complementar 971/2021....
Gabriel Almeidahttps://www.portaltemponovo.com.br
Gabriel Almeida é jornalista do Tempo Novo há mais de sete anos. Atualmente, escreve para diversas editorias do jornal.

Casagrande realizou reuniões com diversos setores para tomar decisão, que deve ser anunciada nesta terça-feira. Foto: Divulgação
Foto: Isac Nóbrega

Com um significativo crescimento diário nos casos confirmados e óbitos causados pelo coronavírus, além de alta nas internações em hospitais, o Governo do Espírito Santo deve decretar 14 dias de lockdown (fechamento total de atividades não essenciais) a partir desta quarta-feira (17). A medida visa desacelerar o avanço da Covid-19 em terras capixabas e foi proposta durante reuniões realizadas nesta segunda-feira (15) pelo governador, Renato Casagrande (PSB), com diversas entidades.

O chefe do Executivo estadual ainda não confirmou se irá decretar lockdown, mas andou conversando com setores produtivos, órgãos públicos e outros poderes do ES durante esta segunda. O Estado utiliza a justificativa de que a taxa de ocupação dos hospitais está variando entre 89% e 91,5% e que todos os 40 leitos abertos hoje – sendo 18 em hospital da Serra – foram totalmente ocupados em poucas horas.

Uma fonte do TEMPO NOVO que participou da reunião, mas não será identificada, explicou que o lockdown seria semelhante às medidas tomadas por Casagrande no início da pandemia ainda no ano passado. Sendo assim, apenas serviços essenciais seriam autorizados a funcionar: supermercados, farmácias, padarias, postos de gasolinas, sistema de saúde, entre outras. No entanto, dessa vez, o prazo total para as restrições seriam de 14 dias.

Chefes de alguns poderes pediram que o ES decrete medidas ainda mais restritivas, como o fechamento de praias, por exemplo. Esse bloqueio, entretanto, não agradou a todos. Essas sugestões estão na mesa de Casagrande, que será o responsável por decidir por em prática ou não.

Nos bastidores, a possibilidade de fechamento total do comércio gerou reações negativas. Empresários discordam totalmente e dizem que podem amargar um prejuízo ainda maior. Capixabas do setor de eventos e festas também não apoiam as medidas e prometem manifestações contra o Governo do Estado.

Situação da Serra

Atualmente, a Serra está classificada como risco alto para a transmissão do coronavírus. Na prática, o comércio em geral sofre restrições nos horários e dias de funcionamento. Além disso, escolas municipais, estaduais e particulares suspenderam as aulas presenciais.

Gabriel Almeidahttps://www.portaltemponovo.com.br
Gabriel Almeida é jornalista do Tempo Novo há mais de sete anos. Atualmente, escreve para diversas editorias do jornal.

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!