Serra, 24 de Abril de 2018

Portal Tempo Novo - O Portal da Serra, ES

O Nó da Gravata

por Conceição Nascimento

Serra, 9 de Março de 2018 às 9:33

Interventores executivos na Câmara


Com 23 vereadores eleitos em 2016, a Câmara da Serra teve elevado o número de assentos para 25, pois conta com a presença em Plenário de dois emissários do prefeito que têm provocado comentários nos bastidores de vereadores incomodados com a ingerência do Executivo. São eles André Toscano e Ismael Nardoto, aliados de primeira hora de Audifax, que de tão familiarizados na Câmara, sentem-se à vontade para olhar de cara amarrada para os críticos da administração, pressionar parlamentares por meio de fotos do quadro de votação, devidamente enviadas ao prefeito, e não hesitam em chamar de canto aliados, durante a sessão, para discutir temas pertinentes aos projetos em discussão, orientando-lhes sobre discursos e votos. Já tem vereador questionando a real necessidade de um líder do prefeito entre os 23. “Eles reduziram a liderança de Moreira” disse um vereador.

Gente, agora sou comunista

Essa semana, após 29 anos nas fileiras do PT, o deputado federal Givaldo Viera anunciou sua saída do partido. Givaldo já assinou sua carta de filiação no PCdoB em evento ocorrido na última quarta-feira (07) em Brasília, que contou com a presença do deputado Orlando Silva, ex-Ministro do Esporte nos Governo de Lula.

Fritada petista

Givaldo vinha com o relacionamento desgastado dentro do PT, especialmente com o ex-prefeito de Vitória, João Coser. Além disso, Givaldo estava ameaçado eleitoralmente na chapa do PT, que tem Helder Salomão e o próprio Coser na disputa. No novo partido, Givaldo promete trazer a presidenciável comunista, Manuela D’Ávila ao ES no próximo dia 16, mas a Serra a princípio não está na agenda de visitações. Curioso, já que Givaldo foi candidato a prefeito da Serra em 2016.

Vitrine eleitoral

O vereador Cabo Porto (PSB) corre para aprovar o projeto que cria o conceito de escola militar na Serra. Na última segunda-feira (05), o projeto chegou a ser lido em plenário e quase foi colocado em votação. Porém, orientado pelo vereador e líder do governo, Luiz Calos Moreira (MDB), Cabo Porto decidiu retirar da pauta e avaliar o projeto, já que continha inconstitucionalidade, tais como, ônus financeiro para o Executivo. Caso consiga diálogo com o município e implante uma escola no conceito militar, essa seria uma das grandes vitrines eleitorais para o vereador, que deve ser candidato a deputado estadual nesse ano. Porto explicou que a diferença entre as escolas militares e as civis é a questão da disciplina. “As regras dentro dessas instituições são rígidas”.

Discurso fajuto de Temer

Parece que os serranos estão descrentes sobre o discurso promovido pelo Governo Temer de retomada econômica. Em enquete publicada no Facebook do Tempo Novo, com a pergunta “Você acha que a economia brasileira melhorou em 2018?”, dos 107 votantes, 80% acredita que “não” (86 pessoas) e apenas 20% optaram pelo “sim”.




O que você acha ?

Você vai votar em algum político que está envolvido na Operação Lava Jato?

Ver Resultados

Carregando ... Carregando ...

Veja também

Portal Tempo Novo

Rua Euclides da Cunha, 394 - sl 103 e 104 - Laranjeiras, Serra, ES

CEP:29165-310 - Tel: 27 3328-5765

Todos os direitos reservados ao Jornal Tempo Novo © Desenvolvido por