21.1 C
Serra
terça-feira, 07 de julho de 2020

Bicanga sim, Pitanga não

Leia também

Com 8.242 casos confirmados, Serra já registra 336 mortes por coronavírus

Sendo a segunda cidade com mais casos confirmados de coronavírus no Espírito Santo, a Serra já possui 8.242 moradores...

Sebrae faz lives para orientar sobre crédito a MEI´s, micro e pequenas empresas  

Os severos efeitos da pandemia da covid-19 na economia estão refletindo nos negócios. Por conta de possuírem menor capital,...

Opinião do leitor|A “zorra” dos três poderes*

Embora conste na Constituição Federal a independência de cada uma dos Poderes da República, a impressão que hoje eu...
Gabriel Almeidahttps://www.portaltemponovo.com.br/
Morador da Serra, Gabriel Almeida é repórter do Tempo Novo há mais de quatro anos. Atualmente, o jornalista escreve para diversas editorias do portal.

Na última quinta-feira (24), foi o lançamento oficial do parque que a Vale vai construir na região de Bicanga. Foi uma festa só, naturalmente… O parque é bom, será construído em uma área de 29 mil m² com vários equipamentos de lazer, esporte e até um mirante. Quem não deve estar muito satisfeito é o pessoal do entorno de Pitanga. Isso porque o projeto de lei que proibia o descarte na Serra da areia contaminada de minério da Vale foi vetado pelo Executivo (e, anteriormente, um PL similar foi derrubado por vereadores de oposição). Nos bastidores, o comentário é que o aterro aos pés do Mestre Álvaro deve de fato receber o material. Para Bicanga, um parque; para Pitanga, o rejeito.

O PTB é meu

O ex-prefeito e atual deputado federal Sérgio Vidigal (PDT) está se movimentando forte nos bastidores para articular alianças partidárias e concorrer à Prefeitura da Serra em 2020. De acordo com aliados do ex-prefeito, ele quer ‘tomar’ o PTB. Atualmente, este partido está alinhado com o deputado estadual Vandinho Leite (PSDB), que também deverá ser candidato. Ao que consta, a estratégia de Vidigal é tomar o partido em Brasília e descer a ‘ordem’ para a Serra. Lembrando que, em nível nacional, o partido é controlado pelo ex-deputado federal Roberto Jefferson, preso no escândalo do mensalão na era Lula.

Aposta no PSL

De acordo com especulações dos corredores da Câmara da Serra, o PSL, partido do presidente Jair Bolsonaro, vai ganhar mais um vereador na Serra. É que Fabão da Habitação já teria fechado questão com a sigla; no entanto, oficialmente, só poderá fazer a mudança na janela partidária no ano que vem.

Delegado prefeito

O PSL da Serra já tem o vereador Adilson de Novo Porto Canoa, que, inclusive, é um dos entusiastas para lançar o delegado da Polícia Federal Márcio Greick na corrida pela Prefeitura da Serra.

Serri da Serra

Existem lideranças políticas e comunitárias na Serra defendendo o nome de Flávio Serri para a Câmara em 2020. Seria uma surpresa, já que Serri é reconhecido pela habilidade de fazer política e, também, pelos êxitos eleitorais na condição de articulador de campanha. Entretanto, nunca disputou uma eleição como candidato. Argumenta-se que Flávio veio do movimento popular, já atuou na Câmara, na Prefeitura e na Assembleia, e, por isso, carregaria bagagem mais do que suficiente para ser um parlamentar de destaque.

Crise emendada

E falando na Câmara, há alguns ruídos na Casa de Leis entre vereadores e o prefeito da Serra, Audifax Barcelos (Rede). Todavia, na avaliação de alguns parlamentares, são situações pontuais e se restringem a divergências relacionadas à Lei Orçamentária, em especial ao desejo dos vereadores de usufruírem de emendas impositivas.

Lamas e Lima, a dupla

Nessa semana, o deputado licenciado e secretário estadual Bruno Lamas (PSB) colocou o pé na porta, disse que será candidato a prefeito sob “qualquer circunstância” e adiantou um nome para a vice: o líder do movimento popular Guilherme Lima. “Vou confessar uma coisa ao jornal. O Guilherme, presidente da Amo, que com tantas outras lideranças honradas da cidade faz o movimento popular ser forte, despertou em mim um carinho e uma atenção maior pelo movimento popular. Seria uma honra o PSB poder oportunizar ao movimento popular esse debate, e vir da base; assim como o Casagrande fez, trouxe uma vice-governadora da base”, disse Bruno.

Comentários

Mais notícias

Sebrae faz lives para orientar sobre crédito a MEI´s, micro e pequenas empresas  

Os severos efeitos da pandemia da covid-19 na economia estão refletindo nos negócios. Por conta de possuírem menor capital, as micro e pequenas empresas...

Opinião do leitor|A “zorra” dos três poderes*

Embora conste na Constituição Federal a independência de cada uma dos Poderes da República, a impressão que hoje eu tenho do governo é que,...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
close-link
close-link
CLIQUE AQUI e receba as principais noticias sobre o coronavírus na Serra e no ES pelo seu WhatsApp
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!