Quem não tem lado não tem fundo | Portal Tempo Novo

Serra, 21 de novembro de 2018

Portal Tempo Novo - O Portal da Serra, ES

Mestre Álvaro

por Eci Scardini

Serra, 25 de Maio de 2018 às 11:19

Quem não tem lado não tem fundo


Por Gilson Gomes Filho

A política, em um de seus conceitos, seria a habilidade de relacionar-se com os outros, a fim de obter resultados desejados. Talvez, uma arte de negociação para compatibilização de interesses em jogo.

O enfrentamento é natural na política e, aliás, na própria vida, na própria sociedade e não há nada de ruim nisto, desde que as opiniões, embora divergentes, almejem um benefício coletivo, uma vez que a política pressupõe um agrupamento social em favor de interesses, presumidamente, da maioria.

Buscar a conciliação tem sua importância, entretanto, não pode ter o condão de desmerecer ou se sobrepor aos valentes, até porque o valente é aquele que luta, que tem coragem e que não receia o perigo.

Oras, no mundo da política, como qualquer outro em que as disputas são inerentes, não há nada de errado em ser uma pessoa de luta, até porque os conciliadores podem, no uso de suas habilidades, querer evitar, justamente, os enfrentamentos em nome de seus interesses pessoais, portanto, nada públicos.

O desencanto com os representantes no país atingiu índices que beiram 90%, isto é, os eleitores não se sentem representados pelos políticos, mesmo os que neles votaram e é aí que entra o papel de liderança para que a sociedade sinta-se guiada por um líder, ainda que relembre um gladiador.

Os avanços da humanidade foram conquistados com muita luta possivelmente em alguns pontos, pela falta de diálogo. Reconhece-se, é verdade, a importância da conciliação como método alternativo de solução de controvérsias que explora maior participação dos interessados.

A conciliação, por sua vez, não pode ser usada para fins estritamente particulares no campo da política. As ações políticas, em determinados momentos, pedem atitudes enérgicas, embora não seja incomum na história recente haver bem sucedidos articuladores de bastidor.

A crise atual, no entanto, é de representatividade, de posicionamento, de firmeza e nunca se tornou tão atual o velho ditado, quem não tem lado não tem fundo. Quem não se posiciona, não passa a confiança necessária à sociedade com seu papel de liderança.

Gilson Gomes Filho, Advogado e Presidente da Câmara Municipal de Laranja da Terra




O que você acha ?

Você pretende comprar algum produto durante a Black Friday?

Ver Resultados

Carregando ... Carregando ...

Veja também

Portal Tempo Novo

Rua Euclides da Cunha, 394 - sl 103 e 104 - Laranjeiras, Serra, ES

CEP:29165-310 - Tel: 27 3328-5765

Todos os direitos reservados ao Jornal Tempo Novo © Desenvolvido por