Governo chama comunidade para conversar e protesto é cancelado

0
A última manifestação dos moradores aconteceu no ano passado, em setembro. Foto: Arquivo TN
A última manifestação dos moradores aconteceu no ano passado, em setembro. Foto: Arquivo TN

Ana Paula Bonelli

Calçadas com pequenos recuos e falta de sinalização na rodovia ES 010, em Jardim Limoeiro, na Serra. Estes são alguns dos problemas que a comunidade enfrenta todos os dias. E por este motivo, populares iriam fazer uma manifestação na rodovia nesta quarta (9) pela manhã, mas recuaram, por conta de que o Governo do Estado marcou uma reunião junto com ao Departamento de Estradas e Rodagens (DER) para discutir as reivindicações do bairro.

As informações são do presidente da Associação de Moradores do bairro, Gilmar Nogueira que disse que a comunidade quer melhorias nas calçadas ao longo da rodovia e sinalização. “Há muitos anos que estamos reivindicando melhorias da sinalização da ES 010, principalmente no trecho do Hortifruti Limoeiro e o Banco do Brasil. Toda a rodovia é carente de calçada. O espaço para pedestre é mínimo, o que torna o trecho perigoso”, reclama Gilmar.

Outra reivindicação da comunidade é a desapropriação de parte do terreno da empresa PHD para aumentar a calçada de pedestre que mede 20 cm de largura e abertura do acesso para veículo na rua Coelho Neto.

O líder comunitário adianta ainda que se as respostas dada pelo DER não forem satisfatórias haverá manifestação a tarde onde os moradores prometem interditar permanentemente a ES 010 sentido Vitória e deixar apenas uma das faixas para o tráfego de veículos, a outra será para passagem de pedestres. “Faremos isso na faixa de frente a Centelha até a Pousada Aconchego, no entroncamento com a Norte Sul. Esta situação vai permanecer até que o Estado tome uma providência”, detalha Gilmar.

O Departamento de Estradas de Rodagem (DER-ES) informa que, assim como com outras comunidades, mantém o diálogo com moradores de Jardim Limoeiro, ouvindo as demandas dos mesmos. Nesta quarta, representantes do bairro se reúnem com o DER-ES para tratar sobre as questões da região.

Saiba mais.

Comentários