27.7 C
Serra
sábado, 28 maio - 2022
  • CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 71.679 casos
  • 1.485 mortes
  • 69.752 curados
USUCAPIÃO EXTRAJUDICIAL

Entenda como ter a propriedade através da usucapião

Leia também

Campanha de segurança de trânsito alcança 3 mil serranos

Desde o inicio deste mês, o Departamento Operacional de Trânsito (DOT), tendo em vista a campanha de conscientização de...

Polícia prende suspeitos de roubar carro com bebê e criança na frente de creche na Serra

A Policia Civil, por meio da Divisão Especializada de Furtos e Roubos de Veiculos, prendeu em flagrante um dos...

Lei torna hediondo crime praticado contra menores de 14 anos

O Presidente Jair Bolsonaro sancionou a Lei 14.344/2022 que cria mecanismos para a prevenção e o enfrentamento da violência...
Redação Jornal Tempo Novohttp://WWW.portaltemponovo.com.br
O Tempo Novo é da Serra. Fundado em 1983 é um dos veículos de comunicação mais antigos em operação no ES. Independente, gratuito, com acesso ilimitado e ultra regionalizado na maior cidade do Estado.

O nome é até diferente, mas vou explicar o que é e como é simples a usucapião em cartórios.

A usucapião é modo originário de aquisição da propriedade pela posse prolongada do bem. Exemplo para facilitar: André reside em um imóvel, tem a posse dele por anos, de maneira contínua, e até hoje ninguém foi lá reclamar (incontestável). André poderá ir a um cartório e de POSSUIDOR passará a ser PROPRIETÁRIO, pois cumpriu os requisitos.

O primeiro passo é ir ao cartório de notas do município onde estiver localizado o imóvel usucapiendo para fazer uma ata notarial, na qual deverá constar a declaração do tempo de posse do interessado e da inexistência de ação possessória ou reivindicatória envolvendo o respectivo imóvel.

Posteriormente, o interessado, representado por advogado (obrigatório), deverá apresentar a ata notarial e os demais documentos necessários ao registro de imóveis competente.

O procedimento de reconhecimento extrajudicial da usucapião envolve a análise da documentação apresentada, a publicação de edital, a manifestação dos confrontantes e do Poder Público.

Documentos necessários: 

– Matrícula do imóvel

– Documentos pessoais do requerente autenticados

– Planta, memorial descritivo e ART

– Ata notarial de usucapião extrajudicial atestando o tempo de posse

– Documentos exigidos para cada espécie de usucapião

– Certidões comprovando a inexistência de ações possessórias ou reivindicatórias

– Certidões para comprovar a existência de outros imóveis em nome do requerente, se for o caso

– Requerimento

– Publicação em jornal de grande circulação

Ufa, e claro, é indispensável a presença do advogado, aliás, é fundamental a análise dos documentos e requerimento feito por profissional qualificado. E aí, você é possuidor ou proprietário do imóvel em que reside?

Redação Jornal Tempo Novohttp://WWW.portaltemponovo.com.br
O Tempo Novo é da Serra. Fundado em 1983 é um dos veículos de comunicação mais antigos em operação no ES. Independente, gratuito, com acesso ilimitado e ultra regionalizado na maior cidade do Estado.

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!