21.9 C
Serra
terça-feira, 21 de janeiro de 2020

Água e luz só na base do ‘gato’ em bairro da Serra

Leia também

Regional da Nair, Tunico da Vila e DJ’s agitam Manguinhos no sábado

Neste sábado (25) vai ter muito samba no Enseada Beach, em Manguinhos, a partir das 14 horas. Trata-se do...

Serra abre vagas para cuidador com salário de R$ 1.039

Está aberto o processo seletivo simplificado para a contratação de cuidador, que irá atuar junto aos estudantes com deficiência...

Jiu-jítsu, caratê e shows encerram programação da Arena Procon

A Arena Procon Serra está se despedindo da praia de Jacaraípe, mas até esta quarta-feira (22), último dia de...
Ana Paula Bonellihttps://www.portaltemponovo.com.br
Moradora da Serra, Ana Paula Bonelli é repórter do Tempo Novo há mais de 15 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal.

Moradores mostram poste improvisado para levar energia elétrica as casas. Foto: Clarice Poltronieri
Moradores mostram poste improvisado para levar energia elétrica as casas. Foto: Clarice Poltronieri

Clarice Poltronieri

Em um novo bairro da Serra, o maior desejo dos moradores não diz respeito a escolas, postos de saúde ou pavimentação como nos demais e sim, às necessidades mais básicas: água e luz. Cerca de 300 famílias vivem em Palmeiras II, vizinho à Bela Vista na região da Serra sede, à base de instalações irregulares de energia e água.

Mas os “gatos” não são porque eles não querem pagar a conta, e sim porque o bairro é considerado irregular e as concessionárias responsáveis não podem fazer as instalações no mesmo.

Um dos primeiros moradores do bairro, Jocimar Pereira Correia, o “Motorista”, reclama. “Comprei o lote no recibo e moro aqui há uns seis anos. Na minha casa tem instalação elétrica e ligação de água com a Cesan, mas há cerca de 300 famílias sem. Os postes são de eucalipto, colocados pelos próprios moradores, e há risco alto de acidentes. Tanto a Cesan quanto a Escelsa dizem que não podem instalar nada porque o bairro é irregular. Não queremos viver clandestinamente. Se a prefeitura não fiscalizou a venda dos terrenos, agora tem no mínimo que regularizar nossa situação”, pede.
Jeovani Lima da Cruz também possui água e luz regularizadas, mas se indigna com a situação dos vizinhos.

Josimeire Rodrigues e Gustavo Gomes Batista esperam melhorias para construir no terreno que compraram. “O bairro tem casas boas, mas falta infraestrutura como água, luz, ônibus, pavimentação. Só vamos construir quando melhorar”, explica Gustavo.

Através da assessoria de imprensa, a Prefeitura da Serra confirma o problema. Disse que há programa em andamento para regularizar estas comunidades no município, mas não adiantou o prazo de quando esta será contemplada.

Comentários

Mais notícias

Serra abre vagas para cuidador com salário de R$ 1.039

Está aberto o processo seletivo simplificado para a contratação de cuidador, que irá atuar junto aos estudantes com deficiência nas unidades de ensino da...

Jiu-jítsu, caratê e shows encerram programação da Arena Procon

A Arena Procon Serra está se despedindo da praia de Jacaraípe, mas até esta quarta-feira (22), último dia de funcionamento, ainda tem muita programação,...

Mutirão para impedir novo surto de dengue na Serra

Com a possibilidade de enfrentar um novo surto de dengue este ano, a Prefeitura da Serra está mobilizando funcionários das unidades básicas de saúde...

Manutenção da EDP vai deixar bairros da Serra sem energia nesta semana

Durante esta semana, muitas comunidades da Serra ficarão sem energia por um determinado período. Isso porque a EDP Espírito Santo irá realizar uma manutenção...

Você também pode ler

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!