21.8 C
Serra
quarta-feira, 23 de outubro de 2019

Água e luz só na base do ‘gato’ em bairro da Serra

Leia também

Flamengo goleia Grêmio e está na final da Copa Libertadores

O Flamengo fez história nesta quarta (23) no Maracanã ao derrotar o Grêmio por 5 a 0 e se...

Mundial Sub-17: seleções seguem treinando na Serra | Veja vídeo

A Serra está sendo o Centro de Treinamento (CT’s) de doze seleções que disputarão o Mundial Sub-17 da Fifa....

Governo Federal “desmonta” assistência social e pobreza avança, denuncia secretário

Parte II, Bloco Assistência Social Veja a Parte I da entrevista: Eleição 2020 A frente da Secretária de Trabalho, Assistência e...
Ana Paula Bonellihttps://www.portaltemponovo.com.br
Moradora da Serra, Ana Paula Bonelli é repórter do Tempo Novo há mais de 15 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal.

Moradores mostram poste improvisado para levar energia elétrica as casas. Foto: Clarice Poltronieri
Moradores mostram poste improvisado para levar energia elétrica as casas. Foto: Clarice Poltronieri

Clarice Poltronieri

Em um novo bairro da Serra, o maior desejo dos moradores não diz respeito a escolas, postos de saúde ou pavimentação como nos demais e sim, às necessidades mais básicas: água e luz. Cerca de 300 famílias vivem em Palmeiras II, vizinho à Bela Vista na região da Serra sede, à base de instalações irregulares de energia e água.

Mas os “gatos” não são porque eles não querem pagar a conta, e sim porque o bairro é considerado irregular e as concessionárias responsáveis não podem fazer as instalações no mesmo.

Um dos primeiros moradores do bairro, Jocimar Pereira Correia, o “Motorista”, reclama. “Comprei o lote no recibo e moro aqui há uns seis anos. Na minha casa tem instalação elétrica e ligação de água com a Cesan, mas há cerca de 300 famílias sem. Os postes são de eucalipto, colocados pelos próprios moradores, e há risco alto de acidentes. Tanto a Cesan quanto a Escelsa dizem que não podem instalar nada porque o bairro é irregular. Não queremos viver clandestinamente. Se a prefeitura não fiscalizou a venda dos terrenos, agora tem no mínimo que regularizar nossa situação”, pede.
Jeovani Lima da Cruz também possui água e luz regularizadas, mas se indigna com a situação dos vizinhos.

Josimeire Rodrigues e Gustavo Gomes Batista esperam melhorias para construir no terreno que compraram. “O bairro tem casas boas, mas falta infraestrutura como água, luz, ônibus, pavimentação. Só vamos construir quando melhorar”, explica Gustavo.

Através da assessoria de imprensa, a Prefeitura da Serra confirma o problema. Disse que há programa em andamento para regularizar estas comunidades no município, mas não adiantou o prazo de quando esta será contemplada.

Mais notícias

Flamengo goleia Grêmio e está na final da Copa Libertadores

O Flamengo fez história nesta quarta (23) no Maracanã ao derrotar o Grêmio por 5 a 0 e se...
video

Mundial Sub-17: seleções seguem treinando na Serra | Veja vídeo

A Serra está sendo o Centro de Treinamento (CT’s) de doze seleções que disputarão o Mundial Sub-17 da Fifa. Quatro campos da cidade serão...

Governo Federal “desmonta” assistência social e pobreza avança, denuncia secretário

Parte II, Bloco Assistência Social Veja a Parte I da entrevista: Eleição 2020 A frente da Secretária de Trabalho, Assistência e Desenvolvimento Social (Setades), Bruno Lamas...

Banestes diz que não vai fechar agência em Nova Almeida, mas comunidade teme desinvestimento

Já foram afixadas placas na Agência do Banestes em Nova Almeida, informando aos clientes que a unidade vai sofrer mudanças. Na prática o banco...

Prefeitura faz demolição de casas em invasão na Serra

A invasão que persisti em continuar, na área de proteção ambiental, na Avenida Norte Sul, em Colina de Laranjeiras, sofreu mais um duro golpe...

Você também pode ler

error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!