Secretaria de Mulheres realiza encontro com finalistas de prêmio da ArcelorMittal

0
Secretaria de Mulheres realiza encontro com finalistas de prêmio da ArcelorMittal
Finalistas do Prêmio Mulheres do Amanhã. (Foto: Divulgação)

Das 32 finalistas do ‘Prêmio Mulheres do Amanhã’, iniciativa da Arcelor Mittal que reconhece e estimula o trabalho de gestoras públicas e empreendedoras de todo o Espírito Santo, pelo menos 10 são da Serra. A premiação visa capacitar mulheres que desenvolvem trabalhos e soluções para os desafios impostos à sociedade atual.

E para marcar a escolha das representantes serranas, a Secretaria Municipal de Políticas Públicas para as Mulheres (Seppom) vai realizar um encontro no Centro de Referência de Atendimento à Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar (CRAMVIS), que funciona na própria secretaria, em Serra Sede. A reunião está marcada para a próxima segunda-feira (26), às 9h30.

Segundo a secretária da Seppom, Luciana Malini – que também é uma das 32 finalistas -, a intenção do encontro é o ‘empoderamento das representantes da Serra no ‘Prêmio Mulheres do Amanhã’ para uma apresentação do  serviço de acolhimento para mulheres em situação de violência doméstica, familiar e sexual”. Também haverá um momento de confraternização e registro de fotografia em um ponto histórico e turístico da cidade.

E as finalistas serranas escolhidas para concorrerem à premiação máxima foram:

Renata Barcelos, com o projeto ‘Judô para a Vida’ (3º setor); Luciana Malini, com a iniciativa ‘Trocando uma Ideia’ (setor público/Secretaria de Políticas Públicas para as Mulheres), que promove palestras e conscientização em diversos espaços sobre violência doméstica, direitos humanos, entre outros; Luciana Lopes, pelo trabalho ‘Música Azul’ (MEI); Yngrid Pinto, com a iniciativa ‘Adesivo do Tempo’ (setor público); Magaly Nascimento, com o trabalho de Fortalecimento do Controle Interno do Poder Executivo (setor público/Prefeitura da Serra); Déborah Sabará, com o projeto ‘Papo Reto’ sobre Infecções Sexualmente Transmissíveis (3º setor); Maria Ângela Loyola, pela iniciativa ‘Teachers Camp’ – Oficinas de novas metodologias interativas para professores (setor privado/Faculdade UCL); Edivana Poltronieri, ‘Não é sobre perder peso. É sobre ganhar vida’ (setor privado/ Grupo 5S); Juliana Rohsner, com a iniciativa ‘Novo Jones, lugar de gente feliz!’, na escola estadual José Jones do Nascimento; Juliana Prado Costa, pelo projeto ‘Jovens Líderes em Ação’ (setor privado).

A iniciativa reconhece os projetos criados em diversas categorias, como microempreendedoras individuais, microempresas e empresas de pequeno porte; média e grande empresa; setor público; e terceiro setor.

As finalistas de cada categoria vão receber um curso de Gestão Econômica Financeira e Gestão de Performance ministrado pela Fundação Dom Cabral, na ArcelorMittal, além de concorrer ao prêmio máximo, um cartão-presente no valor de R$ 5 mil.

Comentários