25.7 C
Serra
terça-feira, 18 janeiro - 2022
  • CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 71.679 casos
  • 1.485 mortes
  • 69.752 curados

Fortes ondas destroem avenida de praia da Serra | Veja vídeo

Leia também

Velório e sepultamento de Hermes Scardini será nesta quarta (19)

Está marcado para esta quarta-feira (19), a partir das 7h30, no cemitério Jardim da Paz, em Alterosas, o velório...

Cadela é encontrada esquartejada em possível ritual de magia negra na Serra

Uma cena forte, um crime cruel e bárbaro marcou o final da tarde desta terça-feira (18) dos moradores de...

Serra ultrapassa 85 mil casos de Covid-19; 1.061 foram registrados nas últimas 24h

De segunda (17) para terça-feira (18) a Serra registrou 1.061 novos casos de Covid-19. De acordo com dados do...
Gabriel Almeidahttps://www.portaltemponovo.com.br
Gabriel Almeida é jornalista do Tempo Novo há mais de sete anos. Atualmente, escreve para diversas editorias do jornal.

A Avenida das Américas fica em Marbella, na região de Nova Almeida. Foto: Saulo Alves

Moradores da comunidade de Marbella, na região de Nova Almeida, levaram um baita susto neste final de semana. As fortes ondas do balneário destruíram – mais uma vez – parte da Avenida das Américas, que fica ao lado de um dos pontos turísticos da praia – as falésias. O problema ocorreu neste final de semana e a via está interditada.

O morador da comunidade, Saulo Alves, entrou em contato com o TEMPO NOVO para reclamar da situação. “Não é a primeira vez que isso ocorre. Nossa maior preocupação é que a erosão já atingiu o meio da rua e nos próximos meses a tendência é piorar se não for feita uma obra definitiva para resolver isso. A via está totalmente interditada”, afirma o popular.

Saulo disse que toda vez que isso ocorre, a Prefeitura vem e faz uma obra para consertar o estrago, mas não é feito nada definitivo, para solucionar o problema. “Se a erosão continuar, as ondas podem começar a atingir as casas que ficam na orla”, destaca o morador.

A erosão aconteceu no último sábado (25) e a Defesa Civil da Serra já esteve no local para sinalizar e interditar a avenida. Apesar de a região ser calma, essa parte do balneário é bastante frequentada por turistas, principalmente nesta época de verão, por causa das Falésias de Nova Almeida.

Essa não é a primeira vez que o problema ocorre. Em março do ano passado, as fortes ondas também atingiram a avenida e provocaram erosão. Um dos principais problemas da região é que a avenida foi construída bem próxima ao mar, num local onde existe pouca faixa de areia. Por esse motivo, o problema ocorre quase todo ano.

Em outubro de 2019, a Prefeitura da Serra prometeu que iria aumentar a faixa de areia de diversas praias da Serra, incluindo a de Nova Almeida, neste trecho de Marbella. A promessa da secretária de Meio Ambiente, Áurea Galvão, é que as obras começariam no início deste ano, o que ainda não aconteceu.

Será gasto aproximadamente R$ 1.5 milhão para realizar as melhorias em cinco pontos de balneários diferentes que receberão as mudanças. Vale lembrar que o anúncio gerou muita polêmica entre ambientalista da cidade, que realizaram um abaixo-assinado e até protesto contra as obras. Segundo eles, entre outros problemas, caso haja a adição de areia no litoral, haverá soterramento dos corais, o que pode afetar a vida marinha do balneário.

Ao TEMPO NOVO, a Prefeitura da Serra informou, por meio de nota, que as obras de contenção começam nesta terça-feira (28). O Município ainda confirmou que o aumento na faixa de areia será realizado neste local e em outros balneários da cidade, mas só deve começar em março. Atualmente, o projeto está em fase de licenciamento.

Veja vídeo da erosão:

Erosão em pista de Jacaraípe preocupa motoristas 

Problema ocorre na Curva da Baleia, em Jacaraípe. Foto:

Quem for passar pela rodovia ES 010, no trecho que fica na Curva da Baleia, entre Manguinhos e Jacaraípe, precisa ficar atento, pois uma parte da pista está cedendo por conta das chuvas dos últimos dias.

Morador do bairro, Claudiney Rocha, conta que o problema é as ruas que ficam acima da rodovia são todas de descida e quando chove muita água vem dali. “Desce muita água e por conta disso, uma castanheira foi arrancada e com a força das raízes uma parte da pista está cedendo. Tem a ação da maré, mas neste caso as chuvas fizeram o estrago maior”, conta.

O problema começou na sexta-feira (24) quando um pequeno buraco surgiu na pista. Na ocasião, o TEMPO NOVO entrou em contato com o Departamento de Edificações e de Rodovias do Estado do Espírito Santo (DER-ES) que informou que o trecho tem recebido vários reparos, porém a ação da maré e as chuvas tem ocasionado novos episódios no trecho. Uma equipe já estava providenciando a sinalização no local.

Gabriel Almeidahttps://www.portaltemponovo.com.br
Gabriel Almeida é jornalista do Tempo Novo há mais de sete anos. Atualmente, escreve para diversas editorias do jornal.

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!