25.8 C
Serra
sexta-feira, 03 de abril de 2020

Apocalipse das águas | Leia o editorial do Tempo Novo

Leia também

Serra tem 23 casos confirmados de coronavírus, diz Secretaria da Saúde

A Serra registrou mais um caso confirmado do novo coronavírus. De acordo com a última atualização publicada pela Secretaria...

Casagrande anuncia que comércio vai ficar fechado até 12 de abril

Os comércios classificados como não essenciais vão continuar de portas fechadas até o próximo dia 12 de abril. Durante...

Materiais de construção, serviços automotivos e lojas de chocolate poderão funcionar

A partir desta segunda-feira (6), estarão liberados para funcionar as lojas de material de construção e serviços automotivos no...
Redação Jornal Tempo Novohttp://WWW.portaltemponovo.com.br
O Tempo Novo é da Serra. Fundado em 1983 é um dos veículos de comunicação mais antigos em operação no ES. Independente, gratuito, com acesso ilimitado e ultra regionalizado na maior cidade do Estado.
Por Bruno Lyra

Estudo do pesquisador Ângelo Fraga Bernardino, do Departamento de Oceanografia da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), confirmou a contaminação crônica por metais pesados na foz do rio Doce, principal manancial de água doce do ES. O estudo foi divulgado no último dia 5 de janeiro e a poluição é resultado direto da lama de rejeito da mineração da Samarco (Vale + BHP) que atingiu o rio e se espalhou pelo oceano Atlântico a partir da foz do Doce entre novembro e dezembro de 2015.

E continua a se espalhar, pois grande parte dos rejeitos não foi removida do leito e das margens do rio. A cada temporada de cheia, com volume e energia maiores do rio, essa sujeira é revolvida tingindo de grená as águas doces e salgadas na foz, trazendo uma nova carga de metais.

Isso dá a dimensão do desastre /crime ambiental. Pescadores do ES apontam a foz do rio Doce como a região do litoral mais piscosa de algumas espécies, dentre elas cações e camarões. Desde a chegada da lama, existe a proibição de pesca numa faixa do mar perto da boca do rio por conta dos metais pesados. Como é difícil fiscalizar, há quem burle a proibição e pesque ali. Quantas pessoas estão comendo pescado com metais pesados? Qual a consequência disso para a saúde pública a curto, médio e longo prazos?

Mesmas perguntas ficam para quem precisa beber a água do rio por falta de alternativa, a exemplo da população de Colatina. E até hoje há atingidos que lutam para serem reconhecidos como tal e poderem ter algum tipo de indenização ou benefício que amenize o sofrimento gerado.

O caso do rio Doce é emblemático da falta de cuidado com as águas. É bem verdade que o rio já agonizava com a própria mineração, além de esgoto, desmatamento, fertilizantes químicos e agrotóxicos antes do rompimento da barragem. Esta última foi a pá de cal que se espalhou também pelo mar.

O morador da Serra não é abastecido, diretamente, pelo rio Doce. Entretanto, a situação das águas que abastecem a cidade não é das melhores. Vide o caso da salinização do rio Reis Magos e o fornecimento de água ruim para a Serra Sede em vários episódios nos últimos meses.

No Santa Maria, outro manancial provedor do líquido ao serrano, também há problemas. O mais recente foi a contaminação química em Santa Maria de Jetibá, que deixou roxo por horas um afluente. Até amostras de sangue colhidas por um laboratório já foram lançadas no Santa Maria. Esgoto (tratado ou não), fertilizantes e agrotóxicos nem se fala.

Comentários

Mais notícias

Casagrande anuncia que comércio vai ficar fechado até 12 de abril

Os comércios classificados como não essenciais vão continuar de portas fechadas até o próximo dia 12 de abril. Durante uma coletiva de imprensa realizada...

Materiais de construção, serviços automotivos e lojas de chocolate poderão funcionar

A partir desta segunda-feira (6), estarão liberados para funcionar as lojas de material de construção e serviços automotivos no horário das 10 às 16...

ES registra segunda morte por coronavírus, diz Casagrande

O Espírito Santo registrou a segunda morte causada pelo novo coronavírus. A informação foi dada pelo governador Renato Casagrande (PSB) durante uma coletiva de...

Covid-19 | Espírito Santo vai receber mais de 9 mil testes rápidos

O Ministério da Saúde iniciou, na quarta-feira (1º), a distribuição dos 500 mil testes rápidos para diagnóstico de coronavírus (Covid-19) no país. Os testes...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
close-link
close-link
CLIQUE AQUI e receba as principais noticias sobre o coronavírus na Serra e no ES pelo seu WhatsApp
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!
Precisa falar com o Tempo Novo? Envie sua mensagem