21.7 C
Serra
domingo, 17 de novembro de 2019

Shopping causa discórdia em Manguinhos

Leia também

Óleo já está em Nova Almeida e Jacaraípe e ameaça também água de serranos

Aconteceu. O petróleo que contamina há mais de dois meses a costa do Nordeste chegou às praias da Serra....

Você adoça seu cafezinho?

Considerando que você utilize um sachê tradicional de 5 gramas por xícara e por dia consuma 3 xícaras de...

Barro na água faz Cesan interromper abastecimento na Serra

Os moradores da Serra, Fundão e Viana  vão ficar sem água nesta sexta-feira (15). Isto porque tem muito barro...
Ana Paula Bonellihttps://www.portaltemponovo.com.br
Moradora da Serra, Ana Paula Bonelli é repórter do Tempo Novo há mais de 15 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal.

A previsão é que o shopping fique pronto em 2020. O empreendimento deve ser instalado num terreno (destaque) ao lado do radar da ES 010. Foto: Arte Joatan Alves
A previsão é que o shopping fique pronto em 2020. O empreendimento deve ser instalado num terreno (destaque) ao lado do radar da ES 010. Foto: Arte Joatan Alves

Clarice Poltronieri

O anúncio da construção de um shopping em Manguinhos às margens da ES010 vem provocando polêmica e dividindo a opinião dos moradores do bucólico balneário serrano. A intenção do investidor é inaugurar o empreendimento em 2020, com 37 lojas incluindo academia, centro de eventos, supermercado, praça de alimentação e 30 salas comerciais.

O local proposto para a construção é uma área de 8 mil m² na esquina da ES010 com a Alameda São Nicolau (antiga instalação do Restaurante Chico Bento), próximo ao radar e a uma das entradas do bairro. O debate movimentou as redes sociais na última semana.

“Essa proposta só vem a fortalecer e fomentar ainda mais a comunidade. Toda obra com certa envergadura como essa, tende a gerar contratempo, mas com a participação da comunidade se resolve. Manguinhos pode continuar belo e rústico, sem deixar de ser moderno e atual”, opina a moradora Ederlane Rodrigues Cruz.

Já o morador Guilherme Lima, é contra. “Manguinhos não suporta a quantidade de pessoas que este shopping irá atrair, pois tem mobilidade urbana precária, meio ambiente frágil. Temos é que fomentar a economia criativa, defender a despoluição dos três rios que desembocam no mar”, argumenta.
“Me manifestei contra o empreendimento da forma que ele foi originalmente apresentado na 1a reunião com a comunidade. Mas todos temos que ver do que se trata, analisar prós e contras”, pondera a também moradora Edmara Lúcia.

O responsável pelo shopping é o proprietário da Quadra Arquitetura e Urbanismo, Alexandre de Oliveira Jeveaux. O empreendimento tem a parceria de sua empresa com a Lares Incorporadora. Mas o projeto ainda não foi apresentado à prefeitura, o que deve ocorrer em agosto.

“Antes disso, queremos que a comunidade conheça e proponha melhorias. Podemos adaptar a proposta conforme as necessidades deles (moradores)”, admite Alexandre, que disse ter feito duas reuniões com a comunidade onde foram sugeridas mudanças no projeto inicial.

Empresa promete nova reunião

Alexandre explica que após as reuniões duas alterações já foram feitas. “A entrada, que inicialmente seria pelo bairro, será pela rodovia ES-010, e o estacionamento passou de 220 para 350 vagas”, conta.

Da Lares Incorporadora, Donaldo Fontes, estima mais de 100 empregos após a inauguração do shopping, cujo investimento é de cerca de R$ 20 milhões.

Para dar sequência ao projeto, a incorporação ouvirá novamente os moradores no dia 30, às 16h no Centro Cultural de Manguinhos. Se houver consenso, o projeto será apresentado à prefeitura para serem iniciados os Estudos de Impacto de Vizinhança (EIV) e de Impacto Ambiental (EIA).

Comentários

Mais notícias

Você adoça seu cafezinho?

Considerando que você utilize um sachê tradicional de 5 gramas por xícara e por dia consuma 3 xícaras de café, seu consumo diário de...

Barro na água faz Cesan interromper abastecimento na Serra

Os moradores da Serra, Fundão e Viana  vão ficar sem água nesta sexta-feira (15). Isto porque tem muito barro na água  e a alta...

Chuva alaga Vale e eleva risco de vazamento de rejeitos em Tubarão

Localizada na divisa entre Serra e Vitória, a planta industrial de Tubarão da Vale também não escapou dos alagamentos que atingem o ES por...

Fortes chuvas deixam 72 pessoas desalojadas no ES

Apesar de não ter causado grandes estragos na Serra, as fortes chuvas que estão caindo no Espírito Santo desde a madrugada da última quarta-feira...

Você também pode ler

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
javascript:void(0)
close-link
close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!