24 C
Serra
sábado, 31 de outubro de 2020

Serra tem seis pontos críticos com risco de deslizamento

Leia também

Estado quer proibir comícios e passeatas de políticos por causa da Covid-19

Cenas de aglomerações em eventos de campanhas políticas viraram parte da rotina durante as eleições municipais deste ano, inclusive...

Motorista embriagado bate carro em carreta e duas pessoas ficam feridas na Serra

A Serra registrou, na manhã desta sexta-feira (30), mais um acidente causado por motoristas que insistiram em dirigir alcoolizados....

Homem é assassinado em plena luz do dia no bairro Feu Rosa

Um homem foi assassinado em plena luz do dia e no meio da rua no bairro Feu Rosa, na...
Bruno Lyrahttps://www.portaltemponovo.com.br
Repórter do Tempo Novo há mais de 10 anos, Bruno Lyra escreve para diversas editorias do portal.

Na região da Sede, Vista da Serra I é um dos pontos vulneráveis. Foto: Divulgação/Prefeitura da Serra

Voltou a chover forte na tarde e noite desta terça-feira (19) e a Defesa Civil da Serra segue em alerta. Uma das situações mais sensíveis é a do risco de deslizamento por conta do solo encharcado. E na cidade, há seis pontos críticos distribuídos nos bairros Diamantina, Jardim Carapina, José de Anchieta II, Serra Dourada II, Vista da Serra I e encosta Reis Magos, em Nova Almeida.

Em comunicado divulgado às 18h e 30 pela assessoria de imprensa, a Prefeitura informou que até aquele momento, havia ocorrido uma interdição preventiva de um prédio em Nova Carapina. Segundo a assessoria, a família que vive no local já está sendo assistida.

A prefeitura informou também que não havia pontos de alagamentos nem obstrução de vias. A Defesa Civil segue monitorando a situação e, nos casos de emergência, tem o plantão 24h que pode ser acionado no telefone 99938-9500.

Coordenador da Defesa Civil do município, Antônio Carlos Coutinho, diz que há alerta do Instituto de Pesquisas Espaciais (Inpe) para mais chuva entre hoje (19) e amanhã (quarta-feira, 20). No site do Inpe, há aviso especial de muita precipitação, risco de deslizamentos e enchentes para a faixa do norte fluminense, extremo leste de Minas Gerais e o centro sul do ES, chegando até a Serra.

Como o solo já está muito encharcado moradores de encostas devem ter atenção especial, principalmente se chover muito em pouco tempo. “O morador deve ficar atendo a rachaduras em barrancos, inclinação em postes, rachadura em paredes e pequenos deslizamentos em encostas. A qualquer um desses sinais, as pessoas devem sair da residência e acionar imediatamente a Defesa Civil”, orienta.

Coutinho acrescenta que a Prefeitura está elaborando projeto para fazer obras de contenção nos seis pontos mais críticos em relação a deslizamentos citados no início da matéria.

Bruno Lyrahttps://www.portaltemponovo.com.br
Repórter do Tempo Novo há mais de 10 anos, Bruno Lyra escreve para diversas editorias do portal.

Mais notícias

Motorista embriagado bate carro em carreta e duas pessoas ficam feridas na Serra

A Serra registrou, na manhã desta sexta-feira (30), mais um acidente causado por motoristas que insistiram em dirigir alcoolizados. Dessa vez, um veículo de...

Homem é assassinado em plena luz do dia no bairro Feu Rosa

Um homem foi assassinado em plena luz do dia e no meio da rua no bairro Feu Rosa, na Serra, na manhã desta sexta-feira...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!