27.3 C
Serra
sábado, 26 de setembro de 2020

R$ 50 milhões para modernizar ETE de Manguinhos e redes de coleta de esgoto em bairros da Serra

Leia também

Serra tem 500 mortes por Covid-19 e 15.635 casos confirmados da doença

Quinhentas pessoas morreram  na Serra em decorrência de complicações da Covid-19. A cidade que se encontra em risco baixo...

Carro pega fogo na BR 101 e deixa trânsito lento

  Um veículo pegou fogo em plena rodovia BR 101, próximo a loja C&C, em Carapina, na manhã deste sábado...

Voluntárias ajudam a mandar para reciclagem garrafas de cerveja descartadas por bares

Por um mês, as moradoras de Valparaíso Lílian Souto e Luzimar Santos se uniram a outros amigos voluntários para...
Ana Paula Bonellihttps://www.portaltemponovo.com.br
Moradora da Serra, Ana Paula Bonelli é repórter do Tempo Novo há mais de 15 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal.

R$ 11 milhões foram investidos na modernização da Estação de Tratamento de Esgoto de Manguinhos. Foto: Divulgação

Na manhã desta segunda-feira (03) o governador Renato Casagrande (PSB) anunciou o investimento de mais de R$ 50 milhões em saneamento básico para a Serra. Os investimentos já foram feitos via Parceria Público Privada (PPP) entre a Cesan/Ambiental Serra e compreendem a modernização da Estação de Tratamento de Esgoto de Manguinhos e ampliação de novas redes coletoras de esgoto em bairros da Serra.

A Estação de Tratamento Esgoto de Manguinhos (ETE) foi modernizada com um investimento de R$ 11 milhões. Segundo o governo do Estado, foi instalado um novo tratamento preliminar com sistema moderno e automatizado, filtro disco rotativo que é um sistema novo e um dos primeiros do Brasil. Tem capacidade de tratar 288 milhões de litros de esgoto por mês e beneficia 17 bairros e aproximadamente 65 mil pessoas da região.

O presidente da Cesan, Carlos Aurélio Linhalis (Cael), falou sobre a ampliação do sistema de esgotamento sanitário em bairros da Serra ao custo de R$ 39 milhões. “As redes para coleta de esgoto irão beneficiar mais 16,2 mil pessoas e foram construídas no Parque das Gaivotas, Lagoa de Jacaraípe, Residencial Jacaraípe, Alterosas, parte do Parque Santa Fé, parte do bairro Praiamar, parte de Serramar e parte de Nova Almeida Centro. São 72 quilômetros de rede, seis elevatórias de bombeamento de esgoto e quase 4,5 mil ligações.

Representando a Ambiental Serra, Justino Brunelli Junior disse que a ETE de Manguinhos será  a mais eficiente do Estado. “Trouxemos um equipamento importado da Itália que é este filtro rotativo para garantir a eficiência acima do esperado. Só existem dois no Brasil e um deles esta na Serra. Nos orgulha muito fazer a entrega deste pacote de obras hoje (3) que é a modernização da Estação de Manguinhos e essa ampliação de malha de rede.. São quatro macroregiões que atendem parte de 10 bairros da Serra”.

Cael afirmou que a Cesan está próxima de universalizar o serviço de saneamento, coleta e tratamento de esgoto na Serra. Mas afirma que há um desafio. “A Serra tem  90% de cobertura de rede e somente 72% da população interligada. Estamos em parceria coma Prefeitura da Serra e Ministério Público e lideranças comunitárias para tentar construir esse trabalho de interligação dessas moradias. É um trabalho de formiguinha, de casa em casa, conversando e discutindo a necessidade dessa ligação para tenhamos qualidade de vida, saúde, e redução dos impactos ambientais”.

Segundo o presidente da Cesan, a Serra é a cidade brasileira com maior cobertura em serviços de esgotos. Segundo a empresa, a cidade já tem 90% de disponibilidade de rede e 72% da população já esta conectada. Também disse que em cinco anos a Ambiental Serra conectou 44 mil novos imóveis a rede de esgoto. “Beneficiando 105 mil novos usuários, aumentando a quantidade de esgoto coletado e tratados antes de ser devolvido ao meio ambiente”.

PPP desde 2015

Na Serra, desde janeiro de 2015, a gestão do esgoto da cidade é feita em Parceria Público Privada (PPP) entre Cesan e Ambiental Serra. A companhia e a empresa acumulam multas por poluição, como lançamento indevido de esgoto não tratado no meio ambiente. Para se ter uma ideia, até julho do ano passado, foram valores milionários somados em mais de 50 multas aplicadas pela Prefeitura da Serra.

O histórico de denúncias contra a Cesan/Ambiental Serra é grande. Só neste ano, a empresa foi multada, segundo a Prefeitura da Serra, por poluir uma das nascentes da lagoa de Carapebus em julho. Isso aconteceu por conta de um vazamento da rede de esgoto operada pela Parceria Público Privada (PPP) entre Cesan e Ambiental da Serra na avenida Lenine em Cidade Continental, setor Ásia.

Também neste ano, em maio, a Cesan foi acusada por ativistas de poluir os alagados do Mestre Álvaro. Mesmo depois de tratado pela Cesan/Ambiental Serra, o esgoto segue com cor escura, espuma e é lançado nos alagados do Mestre Álvaro na região de Jardim Tropical.

Além disso, na praia de Manguinhos, esgoto da Cesan/Ambiental Serra é jogado no mar sem tratamento. No ano passado, eram cerca de 200 mil litro de esgoto por dia que poluía a praia da Serra.

Até julho de 2019, a Ambiental Serra já acumulava mais de 40 autos de infração e R$ 2 milhões em multas aplicadas pela Secretara Municipal de Meio Ambiente (Semma) por descarte inapropriado de esgoto na natureza. Do morador que tem seu esgoto ligado ao sistema, a Cesan cobra acréscimo de 80% no valor da conta de água. A taxa é referente ao serviço de coleta e tratamento de esgoto e é com ela que a Cesan remunera a parceira Ambienta Serra.

 

 

Ana Paula Bonellihttps://www.portaltemponovo.com.br
Moradora da Serra, Ana Paula Bonelli é repórter do Tempo Novo há mais de 15 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal.

Mais notícias

Carro pega fogo na BR 101 e deixa trânsito lento

  Um veículo pegou fogo em plena rodovia BR 101, próximo a loja C&C, em Carapina, na manhã deste sábado (26). Segundo informações de populares, o...

Voluntárias ajudam a mandar para reciclagem garrafas de cerveja descartadas por bares

Por um mês, as moradoras de Valparaíso Lílian Souto e Luzimar Santos se uniram a outros amigos voluntários para recolherem garrafas de cerveja descartadas...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!