21.3 C
Serra
terça-feira, 20 de outubro de 2020

Prefeito reclama da manutenção na BR 101 em Brasilia

Leia também

Estudo internacional vai avaliar risco de câncer com o pó preto

Avaliar a contaminação por metais no corpo humano e em animais aquáticos da Grande Vitória expostos ao pó preto,...

Alerta | Tuberculose já contaminou quase 100 pessoas este ano na Serra

Quase 100 pessoas foram infectadas pela tuberculose na Serra. Segundo a Prefeitura da Serra até hoje (19), 97 casos...
Ana Paula Bonellihttps://www.portaltemponovo.com.br
Moradora da Serra, Ana Paula Bonelli é repórter do Tempo Novo há mais de 15 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal.

Praça do pedágio serra ES
Praça do pedágio, um dos sete pontos de cobrança no Estado fica na Serra, na região de Chapada Grande

A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) foi palco de uma reunião com representantes do órgão e o prefeito da Serra, Audifax Barcelos (PSB). Em pauta a gestão da Eco 101 no trecho da BR 101 na Serra. Entre as reinvindicações, a cobrança por melhorias na drenagem e a limpeza da BR 101. Os alagamentos também foram destacados.

“Estamos insatisfeitos com os serviços e procuramos ANTT que fiscaliza o contrato de concessão para pedir providências. A limpeza da rede de drenagem poderia ter amenizado os alagamentos”, afirmou Audifax.

Sobre o assunto, a superintendente de Exploração de Infraestrutura Rodoviária da ANTT, Viviane Esse, disse que irá cobrar da Eco 101 as providências contratuais.

O deputado federal Paulo Foletto (PSB), que participou da audiência, confirmou que o prefeito encontra dificuldades de contato com a Eco 101 e “A ANTT se comprometeu a cobrar da concessionária o cumprimento dos compromissos”, acrescentou o deputado.

 

O outro lado

Por meio de nota, a assessoria de imprensa da Eco101 informou que não foi notificada pela ANTT. Frisou ainda que a concessionária cumpre com todas as obrigações contratuais de limpeza e conservação do trecho sob concessão.

Lembrou que a previsão inicial do contrato de concessão era de que o trecho administrado pela Eco 101 seria operado pelo Contorno do Mestre Álvaro desde 2013. Por isso, as obras de ampliação e adequação do trecho urbano da Serra não estavam previstas no contrato de concessão.

Ana Paula Bonellihttps://www.portaltemponovo.com.br
Moradora da Serra, Ana Paula Bonelli é repórter do Tempo Novo há mais de 15 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal.

Mais notícias

Alerta | Tuberculose já contaminou quase 100 pessoas este ano na Serra

Quase 100 pessoas foram infectadas pela tuberculose na Serra. Segundo a Prefeitura da Serra até hoje (19), 97 casos da enfermidade foram confirmados na...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

close-link
close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!