21.7 C
Serra
domingo, 17 de novembro de 2019

Prefeito reclama da manutenção na BR 101 em Brasilia

Leia também

Óleo já está em Nova Almeida e Jacaraípe e ameaça também água de serranos

Aconteceu. O petróleo que contamina há mais de dois meses a costa do Nordeste chegou às praias da Serra....

Você adoça seu cafezinho?

Considerando que você utilize um sachê tradicional de 5 gramas por xícara e por dia consuma 3 xícaras de...

Barro na água faz Cesan interromper abastecimento na Serra

Os moradores da Serra, Fundão e Viana  vão ficar sem água nesta sexta-feira (15). Isto porque tem muito barro...
Ana Paula Bonellihttps://www.portaltemponovo.com.br
Moradora da Serra, Ana Paula Bonelli é repórter do Tempo Novo há mais de 15 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal.

Praça do pedágio serra ES
Praça do pedágio, um dos sete pontos de cobrança no Estado fica na Serra, na região de Chapada Grande

A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) foi palco de uma reunião com representantes do órgão e o prefeito da Serra, Audifax Barcelos (PSB). Em pauta a gestão da Eco 101 no trecho da BR 101 na Serra. Entre as reinvindicações, a cobrança por melhorias na drenagem e a limpeza da BR 101. Os alagamentos também foram destacados.

“Estamos insatisfeitos com os serviços e procuramos ANTT que fiscaliza o contrato de concessão para pedir providências. A limpeza da rede de drenagem poderia ter amenizado os alagamentos”, afirmou Audifax.

Sobre o assunto, a superintendente de Exploração de Infraestrutura Rodoviária da ANTT, Viviane Esse, disse que irá cobrar da Eco 101 as providências contratuais.

O deputado federal Paulo Foletto (PSB), que participou da audiência, confirmou que o prefeito encontra dificuldades de contato com a Eco 101 e “A ANTT se comprometeu a cobrar da concessionária o cumprimento dos compromissos”, acrescentou o deputado.

 

O outro lado

Por meio de nota, a assessoria de imprensa da Eco101 informou que não foi notificada pela ANTT. Frisou ainda que a concessionária cumpre com todas as obrigações contratuais de limpeza e conservação do trecho sob concessão.

Lembrou que a previsão inicial do contrato de concessão era de que o trecho administrado pela Eco 101 seria operado pelo Contorno do Mestre Álvaro desde 2013. Por isso, as obras de ampliação e adequação do trecho urbano da Serra não estavam previstas no contrato de concessão.

Comentários

Mais notícias

Você adoça seu cafezinho?

Considerando que você utilize um sachê tradicional de 5 gramas por xícara e por dia consuma 3 xícaras de café, seu consumo diário de...

Barro na água faz Cesan interromper abastecimento na Serra

Os moradores da Serra, Fundão e Viana  vão ficar sem água nesta sexta-feira (15). Isto porque tem muito barro na água  e a alta...

Chuva alaga Vale e eleva risco de vazamento de rejeitos em Tubarão

Localizada na divisa entre Serra e Vitória, a planta industrial de Tubarão da Vale também não escapou dos alagamentos que atingem o ES por...

Fortes chuvas deixam 72 pessoas desalojadas no ES

Apesar de não ter causado grandes estragos na Serra, as fortes chuvas que estão caindo no Espírito Santo desde a madrugada da última quarta-feira...

Você também pode ler

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
javascript:void(0)
close-link
close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!