25.6 C
Serra
quinta-feira, 27 de fevereiro de 2020

Pipas deixam mais 233 mil sem energia em 2018 no Espírito Santo

Leia também

Mato e lixo invadem rua na Praia da Baleia e incomoda moradores

Lixo doméstico, entulho, restos de poda de árvores e até animais mortos. É com tudo isso que moradores do...

Veja dicas de prevenção contra o novo coronavírus

O novo coronavírus que já matou mais de duas mil pessoas na china e em outros países está trazendo...

Polícia aponta aumento de ultrapassagens proibidas e acidentes nas BR’s no ES

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) registrou durante os dias de Carnaval, de 21 a 26 de fevereiro, um aumento...
Ana Paula Bonellihttps://www.portaltemponovo.com.br
Moradora da Serra, Ana Paula Bonelli é repórter do Tempo Novo há mais de 15 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal.

Foram registradas 1.263 ocorrências de pipas na rede elétrica, somente no ES, Foto: Divulgação

Se você é daqueles que adoram empinar uma pipa, precisa ficar atento aos cuidados para garantir a segurança na hora da brincadeira.

Segundo a Associação Brasileira de Distribuidores de Energia Elétrica (Abradee), as pipas foram a quinta maior causa de mortes relacionadas a energia elétrica no país entre 2009 e 2017, atrás de construção ou  manutenção predial, ligações clandestinas, instalação de antenas e poda de árvores. No período foram registrados 77 óbitos.

Em 2018, a EDP, distribuidora de energia elétrica Espírito Santo, registrou 1.263 ocorrências de pipas na rede elétrica, deixando 233.775 clientes sem energia em algum momento do ano. Para o atendimento, as equipes da concessionária são deslocadas para realizar o reparo e a limpeza da rede danificada, que, na maioria dos casos, tem a camada protetora da fiação cortada pela linha da pipa, interrompendo o fornecimento para a região.

Para conscientizar a população e alertar crianças e adultos sobre como reduzir os riscos na hora de brincar, a EDP e o Instituto EDP realizam projetos durante todo o ano com as comunidades dos municípios de sua área de atuação, principalmente em escolas e áreas com altos índices de ocorrências com a causa pipas.

Um acidente causado por descarga elétrica pode deixar sequelas como queimaduras e, em casos mais extremos, causar a morte. Além das pipas, a Empresa elenca outras orientações importantes nos cuidados com energia durante as férias escolares.

Oriente as crianças a manterem distância das redes elétricas, não permitindo, por exemplo, que elas subam em árvores que estejam próximas à fiação. Dentro de casa, não manuseie aparelhos elétricos com os pés descalços e molhados, já que água é condutora de energia. Em espaços fechados, evite deixar fios e extensões expostas e mantenha tomadas sem uso tampadas e isoladas.

Confira mais orientações:

–  Além de serem proibidos, o cerol e a chamada “linha chilena” trazem risco para motociclistas e pedestres e também oferecem perigo no contato com a rede de energia. Ao cortar a camada protetora da fiação, a linha interrompe a transferência de corrente elétrica, podendo provocar curto-circuito;

–  Empine pipas longe de rede elétrica, em locais onde não exista nenhum tipo de cabo de energia, de serviço telefônico ou antenas de celular. Isso evita acidentes e interferências na qualidade desses serviços;

–  Se a pipa ficar presa nos fios elétricos, não tente retirá-la. Nunca use varas nem suba no poste para tirar uma pipa. O choque, nestes casos, pode ser fatal;

–  Arremessar objetos na rede elétrica para o resgate da pipa pode causar graves acidentes. O “lança-gato” (pedra presa a uma linha) ou qualquer outro objeto não devem ser lançados na rede;

–  Empinar pipas em locais como lajes e muros deve ser evitado. A proximidade com os fios de alta tensão aumenta o risco de acidentes graves e fatais, além do perigo de queda.

–  Em caso de relâmpagos, recolha a pipa imediatamente. Não solte pipas em dias de chuva ou vento muito forte;

–  Alguns materiais utilizados na confecção de pipas são condutores de energia e aumentam o perigo quando em contato com a rede elétrica. Rabiolas feitas de fita VHS ou cassete e papel alumínio, são alguns exemplos;

 

Comentários

Mais notícias

Veja dicas de prevenção contra o novo coronavírus

O novo coronavírus que já matou mais de duas mil pessoas na china e em outros países está trazendo bastante preocupação para os brasileiros....

Polícia aponta aumento de ultrapassagens proibidas e acidentes nas BR’s no ES

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) registrou durante os dias de Carnaval, de 21 a 26 de fevereiro, um aumento de 121.53%  no número de...

Interesse Eleitoral é o tema da ‘Cidade, Cultura e Política’ desta semana

Diferentemente de cidades cuja eleição atende ao exclusivo interesse de seus munícipes, numa cidade como Serra é impossível não transbordar  para mais que o...

Obras na ArcelorMittal Tubarão vão gerar 920 postos de trabalho

Obras para reduzir a poluição e também para implantar usina de dessalinização da água do mar vão gerar 920 postos temporários de trabalho na...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!
Precisa falar com o Tempo Novo? Envie sua mensagem