25.9 C
Serra
sexta-feira, 24 de janeiro de 2020

Os pontos com maior risco de afogamento nas praias da Serra

Leia também

Chuvas | Serra antecipa limpeza de bueiros e valas

Áreas de instabilidade se intensificaram sobre o mar e avançaram para o Espírito Santo espalhando nuvens carregadas sobre algumas...

Cinquenta voluntários da Serra vão ajudar na limpeza de Iconha

Muitas doações de produtos de limpeza, alimentos e roupas estão chegando ao município de Iconha, devastado por chuvas que...

Morador pede bueiros em ruas de Portal de Jacaraípe – Confira no ‘Pronto, Flagrei’

Morador do bairro Portal de Jacaraípe, Cleiton Luiz, reclama da ausência de bueiros em diversas ruas da comunidade. Segundo ele,...
Gabriel Almeidahttps://www.portaltemponovo.com.br/
Morador da Serra, Gabriel Almeida é repórter do Tempo Novo há mais de quatro anos. Atualmente, o jornalista escreve para diversas editorias do portal.

Na Praia de Carapebus, banhistas devem tomar cuidado com dois pontos. Foto: Gabriel Almeida

O verão está ‘pocando’ nos balneários da Serra. Até o final do Carnaval, em fevereiro, o município deve receber 250 mil turistas, segundo a Prefeitura da Serra, muitos deles irão curtir  um banho de mar para se refrescar do calor. Mas, os banhistas devem ter atenção com os pontos de maior risco de afogamento nas praias da cidade, que ao todo são seis.

De acordo com a Prefeitura da Serra, a principal orientação é ficar próximo aos postos dos guarda-vidas, pois mesmo locais com mar calmo podem oferecer riscos. Apesar disso, o Município divulgou os locais mais perigosos para garantir ainda mais segurança aos moradores e visitantes que querem curtir uma praia.

Um dos pontos com maior perigo fica em Praia de Carapebus, próximo ao Silva’s Restaurante. O outro fica no mesmo balneário, no trecho da lagoa, principalmente quando a mesma está cheia.

Já em Jacaraípe, os banhistas devem evitar o banho de mar nos pontos conhecidos como Berro D´Água, Travessias e Baiana. Segundo a Prefeitura, muitos buracos se formam nesses locais.

E por último, a atenção deve ser redobrada também em Nova Almeida, próximo a boca do rio, isso por conta do encontro entre mar e rio. O Município informou que todos esses pontos contam com postos de guardas-vidas.

A Prefeitura informou ainda ao TEMPO NOVO que a cidade conta com 89 guarda-vidas, que atuam em 22 postos distribuídos ao longo das praias de Carapebus, Bicanga, Manguinhos, Jacaraípe e Nova Almeida.

A reportagem entrou em contato com a Secretaria de Estado da Segurança Pública e Defesa Social para saber quantos afogamentos ocorreram na Serra em 2019 e se já houve algum registro neste ano, mas até o momento não obteve resposta. Assim que a demanda for respondida, esta matéria será atualizada com as informações.

Comentários

Mais notícias

Cinquenta voluntários da Serra vão ajudar na limpeza de Iconha

Muitas doações de produtos de limpeza, alimentos e roupas estão chegando ao município de Iconha, devastado por chuvas que atingiram o sul do Espírito...

Morador pede bueiros em ruas de Portal de Jacaraípe – Confira no ‘Pronto, Flagrei’

Morador do bairro Portal de Jacaraípe, Cleiton Luiz, reclama da ausência de bueiros em diversas ruas da comunidade. Segundo ele, basta chover um pouco mais...

Pague 26 e leve 23 | Confira a coluna Nó da Gravata desta sexta (24)

Pague 26 e leve 23 Após os vereadores de oposição colocarem o ‘pé na porta’ contra a posse do suplente de vereador Fábio Latino (PSB),...

A Serra tem meio milhão de incapazes? Leia a opinião do TN

Quando o chefe dos índios temiminós Maracajá-guaçu e o padre jesuíta Brás Lourenço, em 1556, fundaram a Aldeia de Nossa Senhora da Conceição da...

Você também pode ler

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!
Precisa falar com o Tempo Novo? Envie sua mensagem