21.1 C
Serra
segunda-feira, 06 de julho de 2020

O espetáculo das águas no Mestre Álvaro e nos alagados | Confira vídeo

Leia também

Com 8.242 casos confirmados, Serra já registra 336 mortes por coronavírus

Sendo a segunda cidade com mais casos confirmados de coronavírus no Espírito Santo, a Serra já possui 8.242 moradores...

Sebrae faz lives para orientar sobre crédito a MEI´s, micro e pequenas empresas  

Os severos efeitos da pandemia da covid-19 na economia estão refletindo nos negócios. Por conta de possuírem menor capital,...

Opinião do leitor|A “zorra” dos três poderes*

Embora conste na Constituição Federal a independência de cada uma dos Poderes da República, a impressão que hoje eu...
Ana Paula Bonellihttps://www.portaltemponovo.com.br
Moradora da Serra, Ana Paula Bonelli é repórter do Tempo Novo há mais de 15 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal.

As chuvas estão causando estragos em diversos bairros da Serra, mas no Mestre Álvaro, as águas estão dando um verdadeiro espetáculo da natureza.

O monte que possui diversas espécies da faúna e da flora estava sofrendo com pouca água nos tempos de seca e calor. Mas com as chuvas dos dois últimos dias os cursos d’água e as cachoeiras que ficam no interior da mata estão dando um verdadeiro show.

Águas do Mestre pela trilha de Furna. Foto: Santana

“Está tudo bem  molhado e muita, muita água descendo pelas pedras e pelas cachoeiras”., conta Junior Nass, do Guardiões do Mestre.

O ambientalista subiu ao lado do amigo e também é um Guardião, Ricardo Monteiro pela trilha norte, seguindo o curso do córrego Dr. Robson, que tem acesso pela Serra Sede. O passeio ocorreu na tarde da quarta (13).

Eles subiram o Mestre até os 350 metros de altitude e disse que o espetáculo da natureza está lindo de se ver. “Fomos no domingo na montanha e estava tudo muito seco. Impressionante como a paisagem mudou”.

Também tem imagens das águas do Mestre pelas trilhas de furnas, feitas pelo ativista Santana.

Homem pescando nos alagados do Mestre na quarta (13). Foto: Edson Reis

Os vídeos feitos pelos ambientalistas mostram a cachoeira que vem da famosa caixa d’água, que fica em meio a mata. Esta caixa d’água foi responsável pelo abastecimento da região da Serra Sede em tempo mais antigos e hoje se tornou um local de lazer na montanha.

Com relação ao poluído córrego Dr. Robson, vale lembrar que seu curso começa com as águas do Mestre que são limpas e sem esgoto e quando passam pela região populosa da Serra Sede se junta as águas poluídas das casas que são jogadas em curso ilegalmente.

Diversas pessoas estavam pescando os bagres africanos que pulavam das águas dos alagados. Foto: Edson Reis

Do outro lado do Mestre Álvaro, o fotógrafo Edson Reis, também do Guardiões do Mestre que deu um giro pela região dos alagados na tarde da quarta (13) e fez diversos registros de pescadores pegando bagres africanos.

“Tinha umas seis pessoas pescando. É muito peixe, pulavam toda hora”.

Comentários

Mais notícias

Sebrae faz lives para orientar sobre crédito a MEI´s, micro e pequenas empresas  

Os severos efeitos da pandemia da covid-19 na economia estão refletindo nos negócios. Por conta de possuírem menor capital, as micro e pequenas empresas...

Opinião do leitor|A “zorra” dos três poderes*

Embora conste na Constituição Federal a independência de cada uma dos Poderes da República, a impressão que hoje eu tenho do governo é que,...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
close-link
close-link
CLIQUE AQUI e receba as principais noticias sobre o coronavírus na Serra e no ES pelo seu WhatsApp
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!