24.3 C
Serra
sexta-feira, 05 de junho de 2020

Município doa casas, mas moradores seguem em área de risco

Leia também

Prefeitura diz que nascente ressurgiu após reflorestamento no Parque da Cidade

Três olhos d’água que abastecem o curso do córrego Laranjeiras brotaram no Parque da Cidade após anos de trabalho...

Obrigado, ambientalistas serranos

Num momento em que as políticas de proteção ao meio ambiente sofrem pesado revés no Brasil, fica ainda mais...

Com ausência de Porto, Cabo Puppim quer manter vivo o DNA de direita na Câmara: “recebi uma missão”

Aos 43 anos de idade, o policial reformado e advogado, Bruno Puppim, se vê diante de um novo desafio:...
Ana Paula Bonellihttps://www.portaltemponovo.com.br
Moradora da Serra, Ana Paula Bonelli é repórter do Tempo Novo há mais de 15 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal.

Prefeitura diz que vai demolir casas na beira de córrego. Foto: Fábio Bacelos
Prefeitura diz que vai demolir casas na beira de córrego. Foto: Fábio Bacelos

Parte das famílias que haviam sido removidas para as 57 casas erguidas pelo município em Bicanga continuam ocupando seus imóveis de origem numa área de risco em Novo Horizonte.

É que segundo as famílias as novas casas entregues no último dia 1º de dezembro ainda não estavam prontas: falta a colocação do piso. Enquanto isso os moradores seguem em suas casas velhas erguidas na beira do córrego São Diogo, local duramente atingido pela superchuva do último dia 30 de outubro.

Sob a condição de anonimato as famílias disseram ter pedido prazo de 15 dias à Prefeitura para poderem se organizar com a mudança e colocar o piso nas novas casas. E contestam os boatos de que as residências em área de risco teriam sido invadidas por outras pessoas.

Em nota, a Prefeitura da Serra confirmou o pedido do prazo e informou que a maioria das pessoas já estão nos novos imóveis. A secretária de Habitação do município, Áurea Galvão, disse que à medida que forem sendo desocupadas as casas na área de risco serão demolidas.

A reportagem esteve no local na última quarta (10) e confirmou que algumas casas já foram demolidas.

Comentários

Mais notícias

Obrigado, ambientalistas serranos

Num momento em que as políticas de proteção ao meio ambiente sofrem pesado revés no Brasil, fica ainda mais evidente a importância dos ativistas...

Com ausência de Porto, Cabo Puppim quer manter vivo o DNA de direita na Câmara: “recebi uma missão”

Aos 43 anos de idade, o policial reformado e advogado, Bruno Puppim, se vê diante de um novo desafio: "contribuir com a mudança da...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
close-link
close-link
CLIQUE AQUI e receba as principais noticias sobre o coronavírus na Serra e no ES pelo seu WhatsApp
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!