21.1 C
Serra
terça-feira, 07 de julho de 2020

Morre cadeirante que foi atropelado na ES 010 na Serra

Leia também

Com 8.242 casos confirmados, Serra já registra 336 mortes por coronavírus

Sendo a segunda cidade com mais casos confirmados de coronavírus no Espírito Santo, a Serra já possui 8.242 moradores...

Sebrae faz lives para orientar sobre crédito a MEI´s, micro e pequenas empresas  

Os severos efeitos da pandemia da covid-19 na economia estão refletindo nos negócios. Por conta de possuírem menor capital,...

Opinião do leitor|A “zorra” dos três poderes*

Embora conste na Constituição Federal a independência de cada uma dos Poderes da República, a impressão que hoje eu...
Ana Paula Bonellihttps://www.portaltemponovo.com.br
Moradora da Serra, Ana Paula Bonelli é repórter do Tempo Novo há mais de 15 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal.

O atropelamento aconteceu no último domingo (24) e causou comoção nas redes sociais por conta. Foto: Divulgação Facebook
O atropelamento aconteceu no último domingo (24) e causou comoção nas redes sociais. Foto: Divulgação Facebook

O cadeirante, identificado como Sr. Fernando, que foi atropelado no último domingo (24) na rodovia ES 010, em Jardim Limoeiro, na Serra, faleceu na manhã desta terça-feira (26).

A informação é de um funcionário do Hospital Jayme Santos, que sob condição de anonimato disse que o cadeirante veio a óbito por volta das 9h30 horas.

Sr. Fernando, foi internado como PNI (Pessoa Não Identificada), ou seja, sem documentos em estado muito grave. Teve parada cardíaca e estava com dreno no tórax.

Seu corpo foi encaminhado para o Departamento Médico Legal (DML), onde aguarda reconhecimento de algum familiar. “O procedimento é que se ninguém aparecer ele será enterrado depois de um determinado prazo como indigente”, destaca o funcionário que disse ainda que o caso dele comoveu muita gente. “Eu mesmo atendi muitas pessoas querendo saber dele e ajudar”.

Fernando e seu fiel escudeiro Linguiça. Foto: Reprodução Facebook
Fernando e seu fiel escudeiro Linguiça. Foto: Reprodução Facebook

O atropelamento ganhou as redes sociais e causou comoção. Principalmente porque o cachorro do cadeirante permaneceu ao lado da vítima até o socorro aparecer. Pessoas e moradores que passaram pelo local revelam que o animal só saiu de perto da cadeira de rodas que ficou despedaçada depois de ser resgatado por Matheus Simões, na segunda-feira (25).

O cachorro, cujo nome é Linguiça, está sob os cuidados do veterinário Rafael Fiorin.

Segundo Rafael o animal está bem, e passa por tratamento para eliminar doença do carrapato. O veterinário contou ainda que hoje pela manhã Linguiça estava bem triste, mas que não sabe dizer que tem a ver com a morte do dono. “Todos querem conhecer o cachorro. Quem quiser visitar tem que agendar previamente”.

O atropelamento aconteceu no último domingo (24) num trecho perigoso da rodovia onde as calçadas são estreitas, obrigando os pedestres a andar na pista. O problema já foi denunciado diversas vezes em reportagens do jornal Tempo Novo.

O motorista fugiu do local e não foi identificado até o momento.

Comentários

Mais notícias

Sebrae faz lives para orientar sobre crédito a MEI´s, micro e pequenas empresas  

Os severos efeitos da pandemia da covid-19 na economia estão refletindo nos negócios. Por conta de possuírem menor capital, as micro e pequenas empresas...

Opinião do leitor|A “zorra” dos três poderes*

Embora conste na Constituição Federal a independência de cada uma dos Poderes da República, a impressão que hoje eu tenho do governo é que,...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
close-link
close-link
CLIQUE AQUI e receba as principais noticias sobre o coronavírus na Serra e no ES pelo seu WhatsApp
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!