• CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 50.377 casos
  • 956 mortes
  • 48.328 curados
28.4 C
Serra
terça-feira, 13 abril - 2021
  • CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 50.377 casos
  • 956 mortes
  • 48.328 curados
Dicas de descarte correto

Moradores da Serra precisam descartar lixo corretamente para preservar saúde de coletores

Leia também

Cesan deixa esgoto vazando em frente a comércios e residências em bairro da Serra

Um vazamento de esgoto está deixando moradores e comerciantes de bairro da Serra em uma situação complicada e fedorenta....

Após paralisação dos rodoviários, ônibus do Transcol ficam superlotados na Serra

Logo após causar transtornos na vida de milhares de capixabas, a paralisação promovida por rodoviários do sistema Transcol deixaram...

Rodoviários impedem retorno do Transcol e deixam população sem ônibus nesta terça

A terça-feira (13) começou com grandes dificuldades para quem depende do transporte público nas cidades da Grande Vitória, inclusive...
Redação Jornal Tempo Novohttp://WWW.portaltemponovo.com.br
O Tempo Novo é da Serra. Fundado em 1983 é um dos veículos de comunicação mais antigos em operação no ES. Independente, gratuito, com acesso ilimitado e ultra regionalizado na maior cidade do Estado.

Os trabalhadores que estão na linha de frente da operação de coleta são os mais afetados. Foto: Divulgação

Os coletores trabalham arduamente para deixar a cidade limpa e recolherem os lixos gerados por moradores da Serra. No entanto, um problema acontece constantemente: materiais perfuro cortantes como, por exemplo, agulhas, seringas e ampolas, causam acidentes durante o serviço de coleta domiciliar no município.

A informação é da empresa Corpus, que presta serviço à Prefeitura da Serra, e é a responsável pela coleta e destinação de lixo na cidade. Coletores relatam que é comum achar em meio ao lixo materiais como seringas e agulhas, aumentando os riscos de contaminação e proliferação das mais diversas doenças. “Os trabalhadores que estão na linha de frente da operação de coleta são os mais afetados”, afirma a Corpus.

A empresa ainda alerta que o descarte irregular de resíduos no meio ambiente pode acarretar sérios problemas de saúde para a população, causando alergias, doenças de pele ou respiratórias. Em se tratando de materiais perfurocortantes as consequências podem ser ainda mais graves.

“Na operação de coleta manual dos resíduos públicos, os coletores ficam vulneráveis a possíveis objetos cortantes dentro dos sacos, mesmo com o uso de luvas protetoras” informou a gerente de Segurança do Trabalho da empresa Corpus, Luciana Cassemiro.

Muitos acidentes acontecem também com vidros quebrados, espelhos, cerâmicas e palitos de churrasco. A empresa pede o apoio da população para que ajude a evitar esse tipo de ocorrência.

Dicas para descarte correto

A forma correta de destinar seringas e agulhas é entregando no Posto de Saúde mais perto de sua casa. Para evitar acidentes durante o transporte, a dica é colocar dentro de uma garrafa pet ou em embalagens de produtos de limpeza.

Já os cacos de vidros podem ser colocados também em garrafas pets ou em caixinhas longa vida, basta corta ao meio e passar uma fita. Se possível, colar junto um recado: vidro quebrado. Já os palitos de churrasco devem ser enrolados em jornal ou qualquer embalagem que não deixe a sua ponta exposta.

Jogar o lixo fora da forma correto evita a contaminação das pessoas durante a coleta, o transporte e a destinação final dos resíduos. Somente no último ano, ocorreram 30 acidentes desta natureza com os funcionários da coleta, que precisaram ser encaminhados ao hospital para tratamento e acompanhamento. Em 2021, a empresa já soma mais quatro casos.

Redação Jornal Tempo Novohttp://WWW.portaltemponovo.com.br
O Tempo Novo é da Serra. Fundado em 1983 é um dos veículos de comunicação mais antigos em operação no ES. Independente, gratuito, com acesso ilimitado e ultra regionalizado na maior cidade do Estado.

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

close-link
close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!