• CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 33.518 casos
  • 683 mortes
  • 32.183 curados
23.7 C
Serra
segunda-feira, 18 janeiro - 2021
  • CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 33.518 casos
  • 683 mortes
  • 32.186 curados

Morador põe fim a lixão fazendo jardim no lugar

Leia também

Profissionais de saúde de hospital da Serra serão vacinados às 17 horas desta segunda

Funcionários que trabalham no Hospital Dr. Jayme dos Santos Neves, em Morada de Laranjeiras, na Serra, serão vacinados contra...

Oportunidade! Empresas abrem 173 vagas de emprego para moradores da Serra

Empresas da Serra abriram, nesta segunda-feira (18), 173 vagas de emprego com preferência para moradores da cidade. As oportunidades...

Casagrande diz que vacinação contra o coronavírus começa nesta segunda

Com o início da campanha de vacinação contra o coronavírus cada vez mais próximo, o governador do Espírito Santo,...
Ana Paula Bonellihttps://www.portaltemponovo.com.br
Moradora da Serra, Ana Paula Bonelli é repórter do Tempo Novo há 25 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal.

Os moradores plantaram girassóis e árvores, inclusive frutíferas. Foto: Fábio Barcelos
Os moradores plantaram girassóis e árvores, inclusive frutíferas. Foto: Fábio Barcelos

Gabriel Almeida

Moradores do bairro Feu Rosa se uniram e estão transformando um ponto viciado de lixo no bairro em um jardim. O antigo lixão que fica atrás de um Centro Municipal de Educação Infantil (Cmei) e em frente ao campo de futebol da comunidade, servia de descarte irregular de lixo doméstico, restos de móveis, entulho e até animais mortos.

No local os moradores fizeram uma plantação de girassóis, além de plantarem mudas de árvores, algumas frutíferas. O grupo também será planeja fazer uma horta comunitária no local, onde os vizinhos poderão plantar e colher alimentos.

Uma das moradoras que participaram da ação é a Denizete Luci. Segundo ela, a ideia de transformar o lixão em um lindo jardim veio dos moradores que já estavam cansados de ver toda aquela sujeira atrás de um Cmei. “Estamos desde o mês de março realizando esta ação. Falta pouco para que tudo fique pronto”, afirma.

Denizete pede doação de material aos que quiseram colaborar com a ação. “O que mais precisamos no momento é de terra e pneus”, revela.

E a onda de transformar lixões em áreas verdes está se espalhando na cidade. Na semana passada, moradores de Hélio Ferraz também se uniram e transformaram um ponto viciado de lixo em jardim. O terreno fica na rua Rio Doce, numa praça que também é vizinha a outra creche municipal da comunidade, e era usado constantemente para descarte irregular de lixo.

Ana Paula Bonellihttps://www.portaltemponovo.com.br
Moradora da Serra, Ana Paula Bonelli é repórter do Tempo Novo há 25 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal.

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

close-link
close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!