Mesmo com greve, escolas e unidades de saúde da Serra estão funcionando, diz prefeitura

0
Mesmo com greve, escolas e unidades de saúde da Serra estão funcionando, diz prefeitura
Prefeitura da Serra disse que escolas estão abertas. Foto: Divulgação/PMS

A greve dos rodoviários que deixou muitos capixabas sem transporte público nesta segunda-feira (12) não afetou o funcionamento das unidades de saúde e escolas municipais da Serra. Isso é o que garante a Prefeitura da Serra.

De acordo com o município, os postos de saúde da cidade seguem funcionando “normalmente” e os pacientes que não conseguirem chegar nas unidades poderão remarcar as consultas ou remarcar exames.

Ainda segundo a prefeitura, todas as escolas e creches da cidade também estão abertas, mas não informou se o aluno que perder o dia de aula será prejudicado.

Greve dos rodoviários

A ameaça de greve já tinha sido anunciada pelo Sindirodoviários na terça-feira (6) passada, mas o sindicato não tinha definido um dia para a greve acontecer. O motivo da manifestação é a implantação dos novos ônibus do Transcol que terão ar-condicionado, mas não haverá cabine para os cobradores.

Apesar do Governo do Estado afirmar que não haverá nenhuma demissão por conta dos novos coletivos, o Sindirodoviários diz que serão quatro mil postos de trabalho eliminados com a mudança.

Na tarde da última sexta-feira (9), através do seu perfil oficial do Facebook, o Sindirodoviários publicou um comunicado informando sobre a greve. “Sem cobrador não roda. Vamos parar tudo”, afirma os rodoviários na imagem publicada.

Em junho, o Governo do Estado anunciou os novos ônibus com ar-condicionado e sem a cabine dos cobradores, até o momento, foram entregues 20 destes novos veículos, mas nenhum deles está em circulação. Nesta sexta-feira (9), o Estado anunciou que os coletivos vão começar a circular na segunda-feira (12). 

Ainda em junho, após a entrega dos ônibus, o Sindirodoviários já tinha prometido uma greve contra a mudança, o que até agora não se concretizou. De acordo com o sindicato, a mudança do Governo do Estado irá desempregar cerca de quatro mil trabalhadores.

Vale destacar que o Sindirodoviários fez três manifestações em junho, mas a circulação dos coletivos não foi prejudicada. Os protestos foram realizados na Avenida Vitória, na capital capixaba.

Comentários