Fogo na turfa não dá trégua na Serra

0
Imagem do incêndio em fevereiro: a falta de chuvas e a irresponsabilidade d alguns transformaram a região da turfa num grave problema de saúde. Foto: Arquivo TN/Bruno Lyra
Imagem do incêndio em fevereiro: a falta de chuvas e a irresponsabilidade de alguns transformaram a região da turfa num grave problema de saúde. Foto: Arquivo TN/Bruno Lyra

Por Ana Paula Bonelli

A turfa continua queimando e a todo vapor. Desde terça-feira (10) moradores da região de José de Anchieta voltaram a sentir o forte odor da fumaça. No final de setembro um incêndio sobre a vegetação acabou descendo para o subsolo, onde fica a camada orgânica de turfa, fazendo o problema retornar.

A volta da queimada da turfa na área verde de Jardim Tropical foi confirmada pelo capitão Olima Rosa da Silva, diretor da Defesa Civil da Serra. “Estamos desde o início da semana combatendo as chamas. Neste momento temos uma guarnição de cerca de seis bombeiros atuando no local”.

O problema com a turfa começou no final de janeiro deste ano e segundo o capitão desde o início das equipes da Defesa Civil e do Corpo de Bombeiros fazem monitoramentos diários no local. O incêndio foi extinto em maio quando começou a chover um pouco, ajudando o trabalho de combate que chegou a reunir mais 100 profissionais ao mesmo tempo entre Bombeiros, homens da Defesa Civil e brigadas de incêndio de empresas privadas.

A fumaça do incêndio na turfa causou problemas respiratórios não só dos moradores da Serra, como também de Vitória.

Silva acrescenta que pretende incluir campanhas de conscientização com palestras e panfletagem nas áreas de entorno da vegetação. E lembra que as pessoas podem fazer denúncias anônimas pelos 199, 999 498 612, 999 389 500, 3338-1756.

Comentários