25.8 C
Serra
sábado, 18 de janeiro de 2020

Dengue já adoeceu 5,5 mil e matou duas pessoas na Serra

Leia também

Novo surto de dengue | Confira a ‘Charge do TN’ desta semana

Um aviso emitido pelo Ministério da Saúde deixou diversos municípios capixabas em alerta, inclusive a Serra. Isso porque 11...

Poesia e música no Centro Cultural, em São Diogo, neste sábado

Neste sábado (18), às 18 horas, acontece a primeira edição do Sarau do Beco do Centro Cultural Eliziário Rangel,...

Prazer, sou doutor – Confira ‘O Nó da Gravata’ desta sexta

A coluna 'O Nó da Gravata' é escrita pela repórter de política, Maria Nascimento. Os textos são publicados...
Gabriel Almeidahttps://www.portaltemponovo.com.br/
Morador da Serra, Gabriel Almeida é repórter do Tempo Novo há mais de quatro anos. Atualmente, o jornalista escreve para diversas editorias do portal.

O subsecretário de Saúde, Aldo Lugão, disse que a cidade corre risco de epidemia. Prefeitura afirma que está combatendo mosquito e pede ajuda a morador. Foto: Fiocruz

Com mais de 5.570 casos de dengue, a Serra já registrou duas mortes pela doença em 2019. Enquanto isso, o município segue combatendo o mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue e também do vírus da zika e chikungunya. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, forças-tarefas e mutirões nos bairros são algumas das ações de combate.

Na semana passada, em comparação a 2018, o aumento nos casos de dengue já era de 1.600%, já que na ocasião eram 5.194 casos, contra 294 do ano passado. Outro número que chama a atenção é que o ano de 2018 fechou com 1.307 casos, enquanto este ano já foram 5.573 em menos de quatro meses.

Em março, o subsecretário de saúde da Serra, Aldo Lugão, disse que o município estava em alerta máximo para uma possível epidemia de dengue, mas a assessoria de comunicação da prefeitura da Serra descartou, na tarde da última quarta-feira (17), que a cidade esteja passando por uma epidemia ou surto de doença.

Ainda de acordo com a prefeitura, o combate está sendo intensificado desde dezembro de 2018 nos bairros com mais notificações de dengue. Fumacê e visitas domiciliares também são algumas das ações. A prefeitura ainda garante que está distribuindo repelente para os moradores e pede o apoio da população para que denuncie possíveis focos do mosquito transmissor por meio do número 3228-5394. A denúncia pode ser anônima.

Comentários

Mais notícias

Poesia e música no Centro Cultural, em São Diogo, neste sábado

Neste sábado (18), às 18 horas, acontece a primeira edição do Sarau do Beco do Centro Cultural Eliziário Rangel, em São Diogo. O evento...

Prazer, sou doutor – Confira ‘O Nó da Gravata’ desta sexta

A coluna 'O Nó da Gravata' é escrita pela repórter de política, Maria Nascimento. Os textos são publicados todas as sextas-feiras na edição...

Acabou o tempo de Audifax | Leia o editorial do Tempo Novo

Por Yuri Scardini  Está marcado para logo após o Carnaval (final de fevereiro) a revelação do prefeito Audifax Barcelos (Rede) sobre o escolhido para defender...

Apocalipse das águas | Leia o editorial do Tempo Novo

Por Bruno Lyra Estudo do pesquisador Ângelo Fraga Bernardino, do Departamento de Oceanografia da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), confirmou a contaminação crônica por...

Você também pode ler

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!