20.8 C
Serra
quarta-feira, 03 de junho de 2020

Comando da Câmara só no final do ano

Leia também

Assaltos a mão armada em Chácara Parreiral assusta moradores

  Moradores de Chácara Parreiral reclamam da quantidade de assaltos que tem acontecido no bairro. Segundo eles, roubos e assaltos a...

Visitas seguem suspensas nas unidades prisionais no mês de junho

A Secretaria da Justiça (Sejus) decidiu manter a suspensão das visitas em todas as unidades prisionais do Estado durante...

Mais de 1.300 moradores da Serra já se curaram da Covid-19

A Serra é a cidade que mais tem casos confirmados da Covid-19 e também lidera o número de mortes...
Yuri Scardinihttps://www.portaltemponovo.com.br
Morador da Serra, Yuri Scardini é o editor de política do Tempo Novo. Além de sua área, o jornalista, escreve para outras editorias do portal.

A sessão do último dia 17 de dezembro, que anulou a eleição de Neidia, terminou em confusão, com vereadores tirando a camisa em plenário, subindo na Mesa e presença da PM para acalmar os ânimos.
A sessão do último dia 17 de dezembro, que anulou a eleição de Neidia, terminou em confusão, com vereadores tirando a camisa em plenário, subindo na Mesa e presença da PM para acalmar os ânimos.

Pode ser decidida na Justiça a nova composição da Mesa Diretora da Câmara da Serra. Após a aprovação do projeto de Resolução 14/2014, que invalida a eleição de Neidia Maura (SD) como presidente da Casa para o próximo biênio e marca nova escolha para as 10h do dia 31 de dezembro (quarta-feira), muito se especula sobre o posicionamento de ambos os grupos.

O projeto em questão foi assinado por 13 vereadores e aprovado em sessão extraordinária na quinta-feira (18), conduzida da Tribuna pelo presidente Guto Lorenzoni (PP), que foi impedido pelos colegas de ocupar sua cadeira na Presidência.

Agora, vereadores aliados de Neidia prometem acionar a Justiça para anular a sessão que invalidou a composição da Mesa presidida por ela.

“A sessão deve ser anulada pela Justiça, já que não houve registro da votação no painel, o presidente conduziu a reunião da Tribuna e os vereadores não registraram sua presença no livro”, disse o vereador Nacib Haddad (PDT)

Outro defende a legitimidade da reunião. “Sessão convocada, realizada, filmada, registrada e publicada… regimental”, garante Bruno Lamas (PSB).

Esta não é a primeira vez que a Justiça é acionada para deliberar sobre a Mesa Diretora da Câmara da Serra, pois os opositores de Neidia já haviam tentado acionar o órgão para anular a sessão que a elegeu. No entanto, tiveram o pedido negado em duas instâncias.

Nesta segunda-feira (22) a Câmara se reuniu para a votação de projetos. Nas proximidades do Legislativo, duas viaturas acompanhavam a movimentação. Foram aprovados cinco projetos ao longo da sessão.

Durante a deliberação dos projetos, alguns vereadores solicitaram que as matérias fossem lidas, alegando “desconhecer o conteúdo e a necessidade de melhor compreensão sobre o que votariam”. O vereador Marcos Tongo (SD), 1º secretário da Mesa, foi o encarregado da leitura estendendo a sessão por algumas horas.

 

Comentários

Mais notícias

Visitas seguem suspensas nas unidades prisionais no mês de junho

A Secretaria da Justiça (Sejus) decidiu manter a suspensão das visitas em todas as unidades prisionais do Estado durante o mês de junho. A...

Mais de 1.300 moradores da Serra já se curaram da Covid-19

A Serra é a cidade que mais tem casos confirmados da Covid-19 e também lidera o número de mortes no Espírito Santo. Até a...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
close-link
close-link
CLIQUE AQUI e receba as principais noticias sobre o coronavírus na Serra e no ES pelo seu WhatsApp
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!