• CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 41.569 casos
  • 769 mortes
  • 40.206 curados
29.1 C
Serra
sexta-feira, 05 março - 2021
  • CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 41.569 casos
  • 769 mortes
  • 40.206 curados

Cesan manda água suja e fedorenta para Serra Sede, denunciam moradores

Leia também

Covid-19 | Amigos lamentam morte de médica que atuava em unidades de saúde da Serra

Uma médica que atuava na rede de saúde da Serra faleceu na última quinta-feira  (4), vítima da Covid-19. A...

Motociclista morre ao colidir com poste na rodovia Norte Sul

Um instrutor de auto-escola perdeu a vida num acidente fatal na tarde desta sexta-feira (5), na Serra. O acidente aconteceu...

Ambiental Serra é flagrada jogando esgoto em córrego que deságua entre Manguinhos e Bicanga

A poluidora Ambiental Serra, que é parceira público-privada da Cesan, está lançando esgoto residencial sem nenhum tipo de tratamento...
Yuri Scardinihttps://www.portaltemponovo.com.br
Morador da Serra, Yuri Scardini é repórter do Tempo Novo. Atualmente, o jornalista escreve para diversas editorias do portal, principalmente para a editoria de política.

Moradores mostram cor da água que vem sendo distribuída pela Cesan. Foto: Divulgação

Cozinhar, tomar banho e lavar roupa parecem ações simples para a maioria dos brasileiros. No entanto, na região da Serra Sede, essas atividades estão complicadas. Isso porque moradores da região estão reclamando da má qualidade da água distribuída para as comunidades. De acordo com eles, o líquido está vindo turvo, com coloração amarelada e mau cheiroso. Isso já ocorre a aproximadamente uma semana e a situação piora durante a noite.

Essa não é a primeira vez que moradores de Serra Sede denunciam a má qualidade no abastecimento de água da Cesan. Em 2019, houve problemas crônicos nesse sentido. E na época a Cesan não deu explicações.

A moradora Maria de Fátima de Jesus, que reside em Maria Niobe – bairro que faz parte da região de Serra Sede – é uma das pessoas que está revoltada com a situação. De acordo com ela, é necessária a compra de 4 a 5 galões de água por semana para executar as atividades de casa.

“O cheiro é insuportável, não tem como cozinhar com esta água podre e a noite piora. Lavar roupas também esta difícil, pois mesmo quando a água parece limpa, as roupas ficam fedidas e com marcas parecendo ferrugem. Eu compro água mineral, por semana são 4 a 5 galões”, denuncia a moradora.

Além dela, o morador do bairro Macafé, Ricardo Monteiro, também confirmou a situação. “A coloração está amarelada. Não é o dia inteiro, é mais no período da noite. Quando eu chego em casa e vou fazer a janta e tomar banho, a água está suja. Por isso, pela manhã tenho que encher alguns galões para usar de noite”, relatou.

O TEMPO NOVO procurou a Cesan, mas não obteve retorno. No primeiro contato feito pela redação, a empresa solicitou dados pessoais sobre os denunciantes, que foram enviados pela reportagem após autorização das fontes. No entanto, a Cesan ignorou o e-mail enviado e não respondeu os questionamentos feitos. Caso a demanda seja respondida, a matéria será atualizada.

Yuri Scardinihttps://www.portaltemponovo.com.br
Morador da Serra, Yuri Scardini é repórter do Tempo Novo. Atualmente, o jornalista escreve para diversas editorias do portal, principalmente para a editoria de política.

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Saiba mais
close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!