25.8 C
Serra
sexta-feira, 03 de abril de 2020

A Serra ganhou autonomia com o crescimento do comércio

Leia também

Serra tem 23 casos confirmados de coronavírus, diz Secretaria da Saúde

A Serra registrou mais um caso confirmado do novo coronavírus. De acordo com a última atualização publicada pela Secretaria...

Casagrande anuncia que comércio vai ficar fechado até 12 de abril

Os comércios classificados como não essenciais vão continuar de portas fechadas até o próximo dia 12 de abril. Durante...

Materiais de construção, serviços automotivos e lojas de chocolate poderão funcionar

A partir desta segunda-feira (6), estarão liberados para funcionar as lojas de material de construção e serviços automotivos no...
Odmar Péricles Nascimentohttps://www.portaltemponovo.com.br
Odmar Péricles Nascimento é sociólogo e membro da Academia de Letras e Artes da Serra

Odmar Péricles é o autor da coluna. Foto: Divulgação

Quanto mais autônoma for a cidade, mais apropriada aos seus cidadãos. E o que mais confere autonomia ao local é seu parque comercial. Tendo bom e variado comércio, o lugar já será considerado bom pra viver.

Lembro o tempo que foi usual a expressão “vai na cidade?” perguntado a quem fosse se deslocar até a capital Vitória. Porque lá se concentrava o comércio. Onde tudo (ou quase) que se queria, se achava.

Também a dinâmica do transporte privilegiava levar a todos para “o centro da cidade”, com ônibus que saindo dos bairros periféricos iam direto até Vila Rubim.

Essa estrutura está reformulada, e os focos de trocas comerciais estão nos bairros e regiões. E nesse quesito a Serra tem sua própria geografia comercial. Veja por exemplo a região Laranjeiras, que primeiramente mudou toda a estratégia bairros-centro Vitória para a Avenida Central, verdadeiro shopping a céu aberto.

E noutras regiões o fenômeno também acontece. No Civit de Barcelona a Porto Canoa, com boa rede de supermercados, lojas mobiliárias, de construção, tecidos e confecções, e bancos, lotéricas e restaurantes, bares e lanchonetes. E mesmo para serviços médicos, dentários, advocatícios e contábeis, não é preciso ir longe.

Idem pra Jardim Limoeiro, Carapina, Jacaraipe, com suas áreas atendendo as necessidades primárias de seus consumidores. Mesmo  Serra sede de forma ainda incipiente, desenvolve-se atraindo seu arredor. Mas necessitar ir a Vitória é raridade.

Exceto se para consumo mais extraordinário ou na busca  de ofertas culturais, casas de shows e gêneros artísticos.

Burburinhos

  • Prevê-se difícil serviço de parto, até que nasça quem possa ser ungido candidato a prefeito na REDE
  • Tem data e limite, a tolerância do PSB com o vereador Cabo Porto. E vice-e-versa
  • As lista de pré-candidatos a vereador nos partidos, não bate com os enunciados de seus líderes. Tem vaga demais pra ocupante de menos

 

Comentários

Mais notícias

Casagrande anuncia que comércio vai ficar fechado até 12 de abril

Os comércios classificados como não essenciais vão continuar de portas fechadas até o próximo dia 12 de abril. Durante uma coletiva de imprensa realizada...

Materiais de construção, serviços automotivos e lojas de chocolate poderão funcionar

A partir desta segunda-feira (6), estarão liberados para funcionar as lojas de material de construção e serviços automotivos no horário das 10 às 16...

ES registra segunda morte por coronavírus, diz Casagrande

O Espírito Santo registrou a segunda morte causada pelo novo coronavírus. A informação foi dada pelo governador Renato Casagrande (PSB) durante uma coletiva de...

Covid-19 | Espírito Santo vai receber mais de 9 mil testes rápidos

O Ministério da Saúde iniciou, na quarta-feira (1º), a distribuição dos 500 mil testes rápidos para diagnóstico de coronavírus (Covid-19) no país. Os testes...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
close-link
close-link
CLIQUE AQUI e receba as principais noticias sobre o coronavírus na Serra e no ES pelo seu WhatsApp
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!
Precisa falar com o Tempo Novo? Envie sua mensagem