25.7 C
Serra
terça-feira, 30 novembro - 2021
  • CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 71.679 casos
  • 1.485 mortes
  • 69.752 curados

Sindicato dos Servidores da Serra emite nota de repúdio e diz que decisão de voltar aulas é arbitrária

Leia também

Direitos Humanos | Serra vai ter mutirão para retificação de gênero e de nomes de pessoas trans

No dia 10 de dezembro se comemora o Dia Internacional dos Direitos Humanos.  E na Serra vai ter uma...

Prefeitura vai reforçar iluminação em bairros da Serra com extensões de rede

A Prefeitura da Serra, através da Secretaria de Serviços (Sese), anunciou que sete bairros da Serra vão ganhar reforço...

ES terá audiências públicas para mostrar diagnóstico de ações para reduzir riscos de inundações

Ao longo dos meses de dezembro deste ano e janeiro de 2022, o Governo do Estado, discutirá a macrodrenagem...
Conteúdo Patrocinadohttps://www.portaltemponovo.com.br
O conteúdo patrocinado não é reflete a opinião do Tempo Novo, mas é de responsabilidade dos seus autores.

Nota de Repúdio do SERMUS (Sindicato dos Servidores da Serra)

O SERMUS, manifesta repúdio a decisão arbitrária, unilateral de reabertura das Escolas de Educação Infantil e primeiros anos de Ensino Fundamental I na Serra. Vivemos o ano de 2020, com diversos debates, diálogos e manifestações com estudos técnicos e pedagógicos sempre respeitando a decisão da saúde, mapa de risco e índice de transmissão (RT). Por meio das nossas representações tanto no Conselho Municipal de Educação da Serra bem como no GT da Educação, observamos os estudos e dados da Fiocruz, debatemos com as famílias, profissionais da educação e profissionais da saúde e atuamos na construção de documentos no sentido de pensar a educação em tempos de pandemia.

Assim, repudiamos a decisão do Secretário de Educação, Alessandro Bermudes Gomes, que por meio do Comunicado 004/ 2021, estabelece o retorno presencial dos anos iniciais e assustadoramente das Crianças dos grupos 4 e 5 da Educação Infantil.

Destacamos que nossas crianças e os (as) professores (as) e demais profissionais da Educação têm o direito à vida e à saúde. Sequer o grupo dos profissionais dos 50 aos 59 anos, receberam a primeira dose da vacina. Cabe ao prefeito garantir condições sanitárias para um retorno seguro. Reabrir escolas com risco alto de transmissão principalmente onde o Secretário estadual Nézio Fernandes anuncia na imprensa que a variante P1 já está em contágio comunitário, isso demonstra uma grande irresponsabilidade e não compreensão da função social da escola.

Mas, infelizmente é nítido que o prefeito não se importa com os profissionais que atuam nas escolas e com nossos educandos.

Serra/ES, 11 de maio de 2021.

OSWALDINO LUIZ MARINHO

Presidente do SERMUS

Foto: TN

Conteúdo Patrocinadohttps://www.portaltemponovo.com.br
O conteúdo patrocinado não é reflete a opinião do Tempo Novo, mas é de responsabilidade dos seus autores.

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

close-link
close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!