28.7 C
Serra
sábado, 22 janeiro - 2022
  • CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 71.679 casos
  • 1.485 mortes
  • 69.752 curados

Serra decide não aderir ao programa do Governo Federal de escola cívico-militar

Leia também

Serra terá dois novos pontos de testagem de Covid-19 | Confira

Diante do crescente número de casos positivos de Covid-19 registrados nos últimos dias, a procura por testes aumentou e...

Avanço explosivo da Ômicron adoece 1.550 pessoas na Serra em 24h

A circulação da variante Ômicron em território capixaba tem causado um aumento explosivo de novos casos da Covid-19 na...

Serra volta para risco moderado e pode sofrer restrições devido ao avanço da Covid-19

Devido ao aumento de casos de coronavírus e mortes causadas por complicações da Covid-19, a Serra voltou a ser...
Redação Jornal Tempo Novohttp://WWW.portaltemponovo.com.br
O Tempo Novo é da Serra. Fundado em 1983 é um dos veículos de comunicação mais antigos em operação no ES. Independente, gratuito, com acesso ilimitado e ultra regionalizado na maior cidade do Estado.

De acordo com a Prefeitura, essa modalidade de ensino não está prevista no Plano de Governo da atual gestão. Foto: Divulgação

Alguns municípios do interior do Espírito Santo vão aderir ao Programa Nacional das Escolas Cívico-Militar do Ministério da Educação. Na lista das cidades que irão implantar o sistema estão Sooretama, São Gabriel da Palha, Marataízes e Montanha.

Ao contrário dessas cidades, a Serra não vai aderir ao modelo de ensino, que é uma das principais bandeiras do presidente do Brasil, Jair Bolsonaro e de grande de seu eleitorado.

Pelo menos é isso que afirma a Secretaria de Educação da Serra que informou ao Tempo Novo que não tem conhecimento de qualquer manifestação do Ministério da Educação (MEC) sobre implantação de escola cívico-militar no município. Essa modalidade de ensino não está prevista no Plano de Governo da atual gestão.

Na Serra, um dos puxadores da bandeira da escola cívico-militar é o ex-vereador Cabo Porto, morto em fevereiro de 2020 num acidente de carro. Ele era um ferrenho defensor do modelo de gestão.

Ao contrário das escolas tradicionais onde pedagogos e outros profissionais da área da educação são os responsáveis pelo ensino, nas escolas cívico-militares a gestão fica sob a responsabilidade apenas dos militares, sendo compartilhada entre Secretaria de Educação e de Segurança Pública.

Redação Jornal Tempo Novohttp://WWW.portaltemponovo.com.br
O Tempo Novo é da Serra. Fundado em 1983 é um dos veículos de comunicação mais antigos em operação no ES. Independente, gratuito, com acesso ilimitado e ultra regionalizado na maior cidade do Estado.

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!