21.8 C
Serra
segunda-feira, 06 de julho de 2020

Óleo está a 8,5 km da Serra e pode afetar até água de morador

Leia também

Projeto garante teste gratuito de coronavírus a doadores de sangue

Tramita na Assembleia Legislativa o Projeto de Lei versa sobre a inclusão de testes para detecção da Covid-19 em...

Viviane Miranda fará segunda live solidária no dia 12 de julho

A cantora Viviane Miranda, moradora de Feu Rosa, na Serra, fará sua segunda live solidária no próximo dia 12...

Como fica o direito da gestante a um acompanhante no momento do parto durante a pandemia

O direito a um acompanhante durante o parto é garantido pela lei federal nº 11.108 de 2005 (lei do...
Bruno Lyrahttps://www.portaltemponovo.com.br
Repórter do Tempo Novo há mais de 10 anos, Bruno Lyra escreve para diversas editorias do portal, principalmente Economia e Meio Ambiente, das quais é o responsável.

O óleo que contamina as praias do Nordeste está prestes a chegar na Serra. Foto: Divulgação/Agência Brasil

Óleo que contamina as praias do Nordeste e do norte do ES já está encostado no litoral da Serra e pode atingir até mesmo a água que abastece parte da cidade. Segundo o mapa de geolocalização alimentado diariamente pelo Ibama com informações sobre os pontos contaminados, fragmentos de óleo chegaram a Praia Formosa ainda ontem (12), na altura do Sesc de Santa Cruz. Em linha reta, pela medição feita pelo Google Earth, a distância para a foz do rio Reis Magos, em Nova Almeida, é de cerca de 8,5 km.

A Praia Formosa está inserida no Refúgio de Vida Silvestre de Santa Cruz (Reviz), que é circundada pela Área de Proteção Ambiental Costa das Algas. As unidades de conservação marinha foram criadas para proteger a imensa biodiverisdade existente no mar da região, que possui as chamadas algas calcárias.

+ Medo do óleo já derruba venda de pescados em 30% na cidade
+ Óleo ainda não chegou a Nova Almeida | Veja vídeo
+ Força tarefa vai tentar impedir chegada do óleo aos manguezais da Serra e ES

Praia Formosa também está próxima de reserva indígena em Santa Cruz. Além dos impactos no mar, a aproximação com o litoral da Serra preocupa por risco de contaminação ao abastecimento da cidade.

Isto porque as águas do mar, na maré cheia, penetram cerca de 13 quilômetros acima no canal do rio Reis Magos, chegando até a captação da Cesan em Putiri.
Em entrevista ao Tempo Novo no final da tarde de ontem (12), o coordenador do Comitê

Em linha reta, distância entre Praia Formosa e Nova Almeida. Foto: Google Earth

Operativo de Emergência (COE) da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), Gilton Almada, revelou que existe preocupação com a situação do Reis Magos. Segundo ele, o Reis Magos está sendo monitorado e o consumo de água deve ser imediatamente interrompido caso as manchas adentrem o rio e se aproximem da captação.

O Reis Magos abastece bairros das regiões da Serra Sede e Civit I, totalizando cerca de 150 mil moradores. A reportagem já acionou a Cesan e o serviço municipal de monitoramento da qualidade da água servida à população, o Vigiágua. E assim que tiver o retorno publica o posicionamento de cada um neste espaço.

Lideranças da região da Sede estão preocupadas

Em série de reportagens exclusivas feitas entre setembro e outubro, Tempo Novo mostrou que as águas que chegam à região da Serra Sede estavam salobras, além de cor e odores estranhos. Uma das explicações era a presença de água do mar no rio Reis Magos, problema que foi admitido pela Cesan.

Agora, o problema pode ser o óleo. Duas lideranças ouvidas por Tempo Novo na tarde desta quarta-feira (13), demonstraram preocupação com a situação. “Por causa do sal, muita gente – inclusive eu – parou de usar água da Cesan. Tem quem compre água mineral e outros que buscam em nascentes perto do bairro, porque a água da Cesan fez muita gente passar mal. Agora vem esse problema do óleo”, afirma o presidente da Associação de Moradores de Planalto Serrano Bloco A, Paulo Sérgio Ferreira.

“É muito preocupante e só estou sabendo disso por conversas do whatsapp, ainda não houve nenhuma comunicação das autoridades”, diz a vice-presidente da Associação de Moradores de Vista da Serra I, Tatiana da Penha Pereira.

Comentários

Mais notícias

Viviane Miranda fará segunda live solidária no dia 12 de julho

A cantora Viviane Miranda, moradora de Feu Rosa, na Serra, fará sua segunda live solidária no próximo dia 12 de julho, as 16 horas....

Como fica o direito da gestante a um acompanhante no momento do parto durante a pandemia

O direito a um acompanhante durante o parto é garantido pela lei federal nº 11.108 de 2005 (lei do acompanhante), que alterou a lei...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
close-link
close-link
CLIQUE AQUI e receba as principais noticias sobre o coronavírus na Serra e no ES pelo seu WhatsApp
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!