21.9 C
Serra
quinta-feira, 02 de julho de 2020

Moradoras de Laranjeiras fazem máscara de tecido para doar a pessoas do grupo de risco

Leia também

Falta de sinalização em rodovia e ciclovia da Serra põe vida de ciclistas em risco

Ciclistas que se aventuram a pedalar pela ciclovia da rodovia Audifax Barcelos, na Serra, precisam ter cuidado redobrado. Isto...

Cristóvam Buarque participa de live sobre educação na terça-feira

"A Educação é um valor e prioridade central na minha vida". A afirmação é da pré-candidata a prefeita da...

Políticos da Serra defendem adiamento das eleições municipais para novembro

Autoridades politicas capixabas defendem o adiamento das eleições 2020 para novembro, em função da pandemia do novo coronavírus. Segundo...
Ana Paula Bonellihttps://www.portaltemponovo.com.br
Moradora da Serra, Ana Paula Bonelli é repórter do Tempo Novo há mais de 15 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal.

Foram confeccionadas 50 máscaras. Foto: Divulgação

A pandemia da Covid-19 tem causado medo em muitas pessoas, mas também tem aflorado o sentimento de solidariedade em algumas.
Um exemplo disso é a dobradinha de duas moradoras de Laranjeiras, que juntas se uniram, uma para costurar e outra para entregar máscaras de tecido laváveis e reutilizáveis para pessoas que pertencem ao grupo de risco e que não conseguiram ter acesso ou comprar o produto.

Segundo Nancy Ibanez, cerca de 50 máscaras foram confeccionadas. “Todas foram passadas a ferro quente e embaladas para serem entregues a pessoas que não conseguiram achar o equipamento em comércios”, conta.
As máscaras serão entregues em mãos para as pessoas que se cadastrarem por meio do telefone 99952-2426 (somente pelo WhatsApp).
Como o trabalho é voluntário, foi feita uma quantidade pequena de máscaras para atender aos menos favorecidos.

“Se alguma costureira quiser também entrar nessa ponte de solidariedade, também pode entrar em contato pelo WhatsApp”, diz Nancy.

Assim como as máscaras descartáveis, as reutilizáveis ajudam a proteger, mas não são infalíveis ao vírus. Precisam de cuidados no manuseio e que o usuário respeite o momento de trocar, no máximo duas horas de uso.

A máscara impede que as micropartículas expelidas por uma pessoa sejam inaladas ou ingeridas por outra. E que alguém contaminado espalhe essas gotículas no ar. Também funciona como barreira para que a pessoa não leve a mão diretamente à boca e nariz. Mas as máscaras não vão te imunizar. Junto com elas, outros cuidados devem ser adotados, como respeitar o tempo de uso da máscara. Se molhar, tem que trocar imediatamente. E o mais importante neste momento: ficar em casa.

O próprio Ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, já defendeu o uso de máscara de pano pela população ante a escassez das máscaras descartáveis, em declaração ao jornal sul-matogrossense Correio do Estado, publicada em 15 de março.

Porém, naquela mesma publicação, Mandetta lembrou que o item não protege sozinho, o uso precisa estar combinado com higienização das mãos com sabão ou álcool em gel, evitar aglomerações e seguir a etiqueta respiratória ao tossir ou espirrar, cobrindo a boca e nariz com o cotovelo flexionado ou com um lenço descartável.

Comentários

Mais notícias

Cristóvam Buarque participa de live sobre educação na terça-feira

"A Educação é um valor e prioridade central na minha vida". A afirmação é da pré-candidata a prefeita da Serra, Luciana Malini (PP), que...

Políticos da Serra defendem adiamento das eleições municipais para novembro

Autoridades politicas capixabas defendem o adiamento das eleições 2020 para novembro, em função da pandemia do novo coronavírus. Segundo proposta, que deve ser votada...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
close-link
close-link
CLIQUE AQUI e receba as principais noticias sobre o coronavírus na Serra e no ES pelo seu WhatsApp
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!