26.8 C
Serra
terça-feira, 22 de setembro de 2020

Mais de 10 mil infectados e quatro mortes por dengue na Serra

Leia também

Com muitas aglomerações, Colina de Laranjeiras ultrapassa 700 casos de Covid-19

Desde o início do surgimento de casos confirmados de coronavírus na Serra, Colina de Laranjeiras sempre esteve como um...

Instituto alerta para chuva intensa e risco de alagamentos na Serra a partir de hoje

Quem mora na Serra e em outras cidades da Grande Vitória deve ficar atento para a possibilidade de chuvas...

Mesmo sem aulas, professores terão que voltar a trabalhar presencialmente na Serra

Mesmo com as aulas suspensas, os professores da Serra que atuam nas unidades escolares municipais terão que voltar a...
Gabriel Almeidahttps://www.portaltemponovo.com.br/
Morador da Serra, Gabriel Almeida é repórter do Tempo Novo há mais de quatro anos. Atualmente, o jornalista escreve para diversas editorias do portal.

Quatro pessoas já morreram pela doença na cidade. Foto: Fiocruz

Já estamos no quinto mês do ano e os números de doentes por dengue na Serra não param de crescer. Só em 2019, já foram registrados mais de 10.580 pessoas infectadas e quatro mortes pela doença na cidade. As informações são da Secretaria Municipal de Saúde (Sesa) que afirma combater o mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue e também do vírus da zika e chikungunya.

Dados da Sesa mostram que o aumento dos casos, em comparação ao mesmo período do ano passado, é de quase 2.100%. Neste ano, já foram 10.582, enquanto no ano passado foram apenas 483. Zika e chikungunya não tiveram nenhuma morte registrada, sendo confirmados, respectivamente, 60 e 28 casos na cidade em 2019. No total, já foram quatro mortes por dengue este ano, em 2018, até junho era apenas uma pessoa morta pela doença.

Para tentar diminuir esses casos e combater o Aedes, a Prefeitura da Serra afirma está realizando mutirões de combate. Além disso, diz que intensificou em locais de maior notificações com carro fumacê, ações de educação, visitas domiciliares e a locais estratégicos (ferros-velhos, borracharias, floriculturas), monitoramento de armadilhas, entre outras ações. 

A prefeitura também informou que foram ampliados os pontos de hidratação e coleta de exames, e os moradores podem, se tiverem prescrição médica, obter repelentes de graça nas unidades básicas de saúde.

De acordo com a nota enviada pela assessoria de imprensa da prefeitura, houve uma diminuição no número de casos notificados de dengue, o que sugere uma tendência de queda. “Analisando os dados epidemiológicos das duas últimas semanas, observou-se uma diminuição no número de casos notificados de dengue, sugerindo uma tendência de queda”, disse em nota.

Comentários

Gabriel Almeidahttps://www.portaltemponovo.com.br/
Morador da Serra, Gabriel Almeida é repórter do Tempo Novo há mais de quatro anos. Atualmente, o jornalista escreve para diversas editorias do portal.

Mais notícias

Instituto alerta para chuva intensa e risco de alagamentos na Serra a partir de hoje

Quem mora na Serra e em outras cidades da Grande Vitória deve ficar atento para a possibilidade de chuvas intensas, que podem ocorrer entre...

Mesmo sem aulas, professores terão que voltar a trabalhar presencialmente na Serra

Mesmo com as aulas suspensas, os professores da Serra que atuam nas unidades escolares municipais terão que voltar a trabalhar presencialmente. Até então, os...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
close-link
close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!