25.2 C
Serra
segunda-feira, 27 de janeiro de 2020

Justiça aperta políticos e quer coligações até 2ª

Leia também

Câmara da Serra pode ganhar mais um vereador

Nova decisão da Justiça vai promover alterações na Câmara da Serra. O juiz substituto Leonardo Mannarino Teixeira Lopes, da...

PRTB elege nova diretoria e promete candidatura majoritária na Serra

Atentas ao calendário eleitoral 2020, lideranças do PRTB capixaba estão promovendo mudanças nos comandos da legenda em diversos município...

Chuvas | Serra antecipa limpeza de bueiros e valas

Áreas de instabilidade se intensificaram sobre o mar e avançaram para o Espírito Santo espalhando nuvens carregadas sobre algumas...
Ana Paula Bonellihttps://www.portaltemponovo.com.br
Moradora da Serra, Ana Paula Bonelli é repórter do Tempo Novo há mais de 15 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal.

O primeiro turno das eleições municipais está marcado para o dia 2 de outubro. Foto: Divulgação Agência Brasil
O primeiro turno das eleições municipais está marcado para o dia 2 de outubro. Foto: Divulgação Agência Brasil

Conceição Nascimento

As mudanças promovidas na Lei Eleitoral trouxeram interpretações diferentes por parte de dirigentes partidários e da Justiça. Segundo o juiz eleitoral da 26ª Zona Eleitoral da Serra, Carlos Alexandre Gutmann, a Resolução 23.455/TSE no artigo 8º fala que a escolha de candidatos pelos partidos e decisões sobre coligações devem ser feitas de 20 de julho até cinco de agosto. “Esse artigo fala de maneira genérica sobre a deliberação sobre coligações, dando margem a interpretações de que podem ser realizadas mudanças até o dia 15. Algum promotor eleitoral vai entender que deve ser até o dia cinco, outro vai entender que será oito e um terceiro pode achar que é dia 15”, esclareceu.

Ele comentou ainda que, embora o prazo estipulado pela Justiça Eleitoral para a deliberação sobre coligações expire nesta sexta (5), “na prática vai acabar sendo no dia oito, já que temos o fim de semana. Quem não registrar até este dia não poderá reivindicar o registro de candidatura”.
O magistrado disse ainda que aqueles que se sentirem prejudicados podem recorrer a Justiça, que fará a análise de cada caso.

“A norma deixa margem para mais de uma interpretação. De um lado temos o prazo para convenções. Prazo final do registro das candidaturas. A lei deveria ser bem detalhada no sentido de dizer o que deve ser feito em cada prazo, especificamente. Para evitar discussão”.

Sobre mudanças na lista de candidatos registrados, Gutmann disse que podem ser feitas após o dia 15, mas não especificou até quando serão permitidas.

O procurador Regional Eleitoral no Espírito Santo, Carlos Vinicius Cabeleira, esclareceu, na tarde desta quinta-feira (4) que a coligação pode ser acordada em um documento separado da convenção partidária, em especial para os partidos que já fizeram as convenções e delegaram a deliberação sobre as convenções para a executiva ou outro órgão. Segundo o procurador, “o importante é que o documento deliberando sobre as coligações seja assinado até o dia 5 de agosto e seja apresentado à Justiça Eleitoral até o dia 8”.

Lideranças reclamam, mas dizem que vão respeitar determinação

Com a mudança no prazo de homologação das coligações, que antes era entendimento para o dia 15, e foi antecipado para a próxima segunda (08), partidos tiveram menos tempo de articulação. Com isso, a virada da última quinta (04) para sexta-feira (05) presidentes de partidos e candidatos correram para fechar as alianças. A maioria diz que não concorda com a interpretação da Justiça, mas afirma que seguirá com a orientação de prazos.

“Esta interpretação jurídica de prazos confunde o quadro, pois cada um entende de um jeito. Criam-se conflitos nos partidos. Dificultou um pouco em função da correria, pois com o prazo maior é possível conversar e discutir estratégias melhores”, disse a porta-voz da Rede na Serra, Alexsandra Vertuani.

Já Weverson Meireles, secretário geral do PDT na Serra, diz que os advogados do partido orientaram a cumprir os prazos, que são diferentes das eleições anteriores. “Com as mudanças não há mais tempo para discutir, mas correr e cumprir a Lei. Apenas tivemos que adiantar algumas conversas que achávamos que teríamos mais tempo”, disse.

O presidente do PSD da Serra, Flávio Serri, diz que discorda da interpretação. “A convenção é o órgão deliberativo máximo do partido, ela pode delegar para a executiva municipal continuar o debate até o dia de registro da candidatura, que é o dia 15. Porém, respeitamos e vamos seguir a orientação dos prazos da Justiça” disse.

Vandinho Leite (PSDB), provável vice na chapa de Sérgio Vidigal (PDT) diz que toda determinação é necessária ser respeitada e vai obedecer, mas pensa que poderia ter vindo com mais antecedência. “Vinda assim na véspera do fechamento do prazo, cria uma mudança drástica no calendário, que no abriga a antecipar as discussões. É uma diferença de quase dez dias de articulação, na política isso é uma eternidade”.

Comentários

Mais notícias

PRTB elege nova diretoria e promete candidatura majoritária na Serra

Atentas ao calendário eleitoral 2020, lideranças do PRTB capixaba estão promovendo mudanças nos comandos da legenda em diversos município capixabas. E as alterações se...

Chuvas | Serra antecipa limpeza de bueiros e valas

Áreas de instabilidade se intensificaram sobre o mar e avançaram para o Espírito Santo espalhando nuvens carregadas sobre algumas regiões do estado próximas do...

Cinquenta voluntários da Serra vão ajudar na limpeza de Iconha

Muitas doações de produtos de limpeza, alimentos e roupas estão chegando ao município de Iconha, devastado por chuvas que atingiram o sul do Espírito...

Morador pede bueiros em ruas de Portal de Jacaraípe – Confira no ‘Pronto, Flagrei’

Morador do bairro Portal de Jacaraípe, Cleiton Luiz, reclama da ausência de bueiros em diversas ruas da comunidade. Segundo ele, basta chover um pouco mais...

Você também pode ler

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!
Precisa falar com o Tempo Novo? Envie sua mensagem