21.8 C
Serra
terça-feira, 26 de Maio de 2020

CORONAVÍRUS NA SERRA

cidade registra 1.955 infectados, 125 mortos e 613 curados

Guarda da Serra protesta por melhores condições de trabalho

Publicado em:
Atualizado em:

Leia também

Covid-19: 613 moradores da Serra já estão curados da doença

Dos 1.955 casos confirmados de coronavírus na Serra, 613 pacientes já estão curados da doença. A afirmação é da...

Sexta-feira tem curso de Direito Eleitoral na internet

Políticos, dirigentes partidários e pré-candidatos têm uma oportunidade de conhecer as mudanças na Legislação Eleitoral sem sair de casa. A...

Usuários podem denunciar lotação do Transcol com o aplicativo ÔnibusGV

Está disponível na loja virtual Google Play o aplicativo Ônibus GV, o aplicativo do Transcol. Usuários podem, por meio...
Gabriel Almeidahttps://www.portaltemponovo.com.br/
Morador da Serra, Gabriel Almeida é repórter do Tempo Novo há mais de quatro anos. Atualmente, o jornalista escreve para diversas editorias do portal.

A reivindicação é por melhores condições de trabalho. Foto: Divulgação

Por volta das 11h da manhã desta segunda-feira (14) agentes da Guarda Municipal da Serra fizeram uma manifestação no Pró-Cidadão, em Portal de Jacaraípe. A reivindicação é por melhores condições de trabalho. A guarda reuniu as viaturas na rua e seguiu em direção ao Pró-Cidadão, que é onde fica a base dos agentes.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Agentes Municipais do Espírito Santo (Sindagente), Anselmo Mariano de Souza os rádios de comunicação dos agentes não estão funcionando. “Os guardas estão a mercê da sorte. Eles não conseguem pedir reforço já que estão sem comunicação”, denuncia.

Anselmo ainda disse que os guardas não estão tendo horário de almoço. “O almoço dos agentes é na rua e dentro das viaturas. Isso deveria ser portanto remunerado ou convertido em banco de horas já que as vezes não é possível fazer o horário de almoço devido algum chamado”, afirma.

Confira outras reivindicações dos agentes:

1- Mau funcionamento dos HTs (Rádios)

2-Reunião da Prefeitura com o sindicato

3-Escalas especiais

4- Auxílio fardamento

5- Horário de almoço

6- Periculosidade em cima do salário base da guarda e não do menor salário do município.

Sobre a questão dos rádios, o secretário adjunto da Secretaria de Defesa Social, coronel Reginaldo Silva, disse que os rádios não estão quebrados. “Nós temos alguns pontos no município onde a comunicação se torna difícil que são as áreas de sombra. Estamos mudando nosso sistema de comunicação e com esse novo sistema teremos uma melhora na qualidade do sinal”, explica.

Já sobre a questão da periculosidade o secretário disse que “o município está pagando a eles o que está previsto em lei”, afirma. O secretário ainda disse que o projeto auxílio fardamento já foi encaminhado para a Câmara de Vereadores.

Sobre o horário de almoço, o secretário ainda disse que o guarda escolhe onde ele vai se alimentar. “Eles recebem o ticket alimentação e comem onde querem”.

 

Comentários

Mais notícias

Sexta-feira tem curso de Direito Eleitoral na internet

Políticos, dirigentes partidários e pré-candidatos têm uma oportunidade de conhecer as mudanças na Legislação Eleitoral sem sair de casa. A Assembleia Legislativa (Ales) está transmitindo...

Usuários podem denunciar lotação do Transcol com o aplicativo ÔnibusGV

Está disponível na loja virtual Google Play o aplicativo Ônibus GV, o aplicativo do Transcol. Usuários podem, por meio do APP verificar local e...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
close-link
close-link
CLIQUE AQUI e receba as principais noticias sobre o coronavírus na Serra e no ES pelo seu WhatsApp
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!
Precisa falar com o Tempo Novo? Envie sua mensagem