• CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 57.848 casos
  • 1.210 mortes
  • 55.783 curados
24.7 C
Serra
quarta-feira, 12 maio - 2021
  • CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 57.848 casos
  • 1.210 mortes
  • 55.783 curados

Ferro velho desmonta carros na rua e prejudica vizinhos em Praia Grande

Leia também

Em 24h, Serra perde mais 9 moradores para o coronavírus e registra 322 novos infectados

A Serra atingiu, no final da tarde desta quarta-feira (12), a triste marca de 1.210 moradores que morreram por...

Prefeitura da Serra abre 3.500 vagas para vacinação contra gripe nesta quarta

A Prefeitura da Serra, através da Secretaria Municipal de Saúde (Sesa), vai abrir 3.500 novas vagas de vacinação contra...

Parceria entre Prefeitura e Sebrae quer capacitar lideranças e contribuir para o turismo da Serra

Fortalecer municípios que possuem pontos turísticos no Espírito Santo. Esta é a intenção da parceria que o Sebrae está...
Redação Jornal Tempo Novohttp://WWW.portaltemponovo.com.br
O Tempo Novo é da Serra. Fundado em 1983 é um dos veículos de comunicação mais antigos em operação no ES. Independente, gratuito, com acesso ilimitado e ultra regionalizado na maior cidade do Estado.

Carro do ferro velho que estava depositado na rua foi queimado na madrugada da última segunda-feira (02). Incêndio assustou e chegou a danificar muro de residência vizinha. Foto: Divulgação

Uma rua transformada em depósito de carcaça de carros e espaço para desmonte de veículos que chegaram ao fim da vida útil e vão virar sucata. Assim é a Av. Linhares em Praia Grande, Fundão. A via que dá acesso à Ponte Velha sobre o rio Reis Magos e liga à Nova Almeida, na Serra.

Terreno também é usado pelo ferro velho. Falta de cobertura e acúmulo de água da chuva. Foto: Divulgação

Além de impacto no manguezal do Reis Magos que fica próximo, a situação também é problema para moradores vizinhos, que toparam falar com a reportagem sob a condição de não terem o nome divulgado por temerem retaliação por parte dos responsáveis pelo ferro velho.

Esses moradores se queixam do barulho gerado no momento de desmonte dos carros. Veja o vídeo feito de um desmonte executado no início da semana.

Os vizinhos reclamam ainda do risco de proliferação do mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya com acúmulo de água da chuva nos pedaços das carcaças expostas, tanto das que ficam na rua quanto naquelas depositadas no terreno do ferro velho, que fica em frente e não possui cobertura.

Incêndio

Na madrugada da última segunda-feira (22), por volta das 2h, aconteceu uma situação ainda mais grave: um dos carros depositados na rua foi incendiado. De acordo com moradores, chegaram a haver explosões e o muro de uma residência foi danificado.

A Fiscalização Ambiental da Prefeitura de Fundão afirmou, nesta sexta-feira (26), que o caso está sendo analisado e prometeu dar mais informações na próxima semana. A reportagem não conseguiu contato com os responsáveis pelo ferro velho.

Redação Jornal Tempo Novohttp://WWW.portaltemponovo.com.br
O Tempo Novo é da Serra. Fundado em 1983 é um dos veículos de comunicação mais antigos em operação no ES. Independente, gratuito, com acesso ilimitado e ultra regionalizado na maior cidade do Estado.

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!