22.9 C
Serra
quinta-feira, 02 de julho de 2020

Explosão em siderúrgica gera tremor de terra e assusta Carapebus

Leia também

Mais sete moradores da Serra morrem por coronavírus e cidade já registra 316 óbitos

A Serra voltou a registrar grandes números diários de mortes causadas pelo coronavírus. Nas últimas 24 horas, a cidade...

Serra volta a ser a cidade com maior número de infectados pelo novo coronavírus

A Serra registrou 291 novos casos do novo coronavírus nas últimas 24 horas, segundo dados do Painel Covid-19 do...

Em seis meses, dengue já adoeceu mais de 4 mil moradores da Serra

Em meio à pandemia causada pelo novo coronavírus, uma outra doença também preocupa os moradores da Serra. Trata-se da...
Bruno Lyrahttps://www.portaltemponovo.com.br
Repórter do Tempo Novo há mais de 10 anos, Bruno Lyra escreve para diversas editorias do portal, principalmente Economia e Meio Ambiente, das quais é o responsável.

Região de
Carapebus, na Serra é vizinha a ArcelorMittal. Foto: Arquivo TN/Edson Reis 

Uma forte explosão seguida de tremor de terra assustou a comunidade da região de Carapebus por volta das 23h e 30 de domingo (28).  Moradora do bairro Praia de Carapebus, há 44 anos Lucimara Silva Rosa, disse que circulou a informação no grupo dos vizinhos no Whatsapp que o tremor foi provocado por uma explosão na área da ArcelorMittal Tubarão.

“Sentimos a casa tremer, fez barulho forte na janela. A princípio achei que alguém estava tentando arrombar a casa, mas logo depois vi no grupo da comunidade no Whatsapp que foi uma explosão na Arcelor”, disse Lucimara.

Líder comunitário de Praia de Carapebus, Anderson Soares, disse que muitos moradores foram para a as ruas assustados após a explosão seguida de tremor. “Foi um susto muito grande. E logo surgiu um cheiro parecendo pólvora, enxofre, não sei precisar bem. Mas foi sentido em boa parte do bairro, segundo moradores com quem conversei. E parece que foi mais forte, tanto o cheiro quanto a trepidação, nas casas que ficam perto do muro da Arcelor”, disse Anderson.

O líder comunitário falou que não tem notícia de eventuais danos ao imóveis provocadas pelo tremor.

Em nota, a ArcelorMittal Tubarão confirmou o incidente. Disse que o fenômeno relatado ocorreu durante a atividade de basculamento de escória no pátio de beneficiamento. Em virtude do grande volume de chuvas registrado no final de semana, houve acúmulo de umidade nas baias, gerando uma reação no contato do material incandescente com a água, mas sem quaisquer riscos ambientais, físicos ou materiais.

 

Comentários

Mais notícias

Serra volta a ser a cidade com maior número de infectados pelo novo coronavírus

A Serra registrou 291 novos casos do novo coronavírus nas últimas 24 horas, segundo dados do Painel Covid-19 do Governo do Estado e volta...

Em seis meses, dengue já adoeceu mais de 4 mil moradores da Serra

Em meio à pandemia causada pelo novo coronavírus, uma outra doença também preocupa os moradores da Serra. Trata-se da dengue, que já infectou 4.047...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
close-link
close-link
CLIQUE AQUI e receba as principais noticias sobre o coronavírus na Serra e no ES pelo seu WhatsApp
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!