22.6 C
Serra
quarta-feira, 27 de Maio de 2020

Estado avalia multar e até cassar registro de quem abrir comércio

Leia também

Fábio Duarte, escolhido por Audifax para ser o seu sucessor, fala um pouco da sua história

Administrar uma Prefeitura como a da Serra, o município mais populoso do Estado, não é para qualquer um. Suceder...

Destruição da Mata Atlântica reduz no ES, mas cresce em outros estados

Em tempos onde Brasília age abertamente para reduzir a proteção ambiental no país, uma boa notícia para os capixabas....

Polícia Rodoviária apreende 1.440 caixas de cervejas sem nota fiscal na Serra

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu uma carga de caminhão com 1.440 caixas de cervejas sem nota fiscal na...
Bruno Lyrahttps://www.portaltemponovo.com.br
Repórter do Tempo Novo há mais de 10 anos, Bruno Lyra escreve para diversas editorias do portal, principalmente Economia e Meio Ambiente, das quais é o responsável.

A medida foi anunciada neste sábado (28) pelo governador Renato Casagrande. Foto: Ana Paula Bonelli

O Governo do Estado avalia multar e até cassar registro de comércio considerado não essencial durante a vigência das medidas de restrição para controlar a pandemia de coronavírus. E prefeitos que, por conta própria, estão baixando decreto determinando a abertura do comércio nas cidades que administram, também podem ser responsabilizados.

É o que afirmou o governador Renato Casagrande (PSB) durante coletiva à imprensa na manhã deste sábado (28), onde apresentou medidas para ajudar empreendedores a enfrentar a crise.

Casagrande disse que por enquanto, o governo irá apenas orientar os comerciantes, mas não descarta medidas mais duras. Destacou que a Polícia, Bombeiro e até o Exército estão fazendo esse trabalho de orientação.

“É legítimo que as pessoas queiram abrir seus comércios. Mas é preciso respeitar protocolos técnicos. Não estamos brincando de fechar. Fizemos análises técnicas. É preciso proteger a vida dos capixabas”, justificou.

Questionado em relação às prefeituras de Marataízes e Muqui, que resolveram liberar o comércio na semana que vem, Casagrande alertou que o decreto estadual sobre o fechamento estará sendo desrespeitado. E lembrou que o Ministério Público está acompanhando, inclusive já teria enviado nota recomendatória à Amunes sobre a situação.
“Os prefeitos precisam assumir papel de liderança. Não podemos falar só com quem nos pressiona, mas com toda a sociedade. Temos que fazer o correto”, criticou.

Casagrande também voltou a criticar o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), que vem pedindo a reabertura do comércio e o isolamento vertical ao invés do horizontal, contrariando recomendações de médicos, cientistas, do próprio Ministério da Saúde e da Organização Mundial da Saúde (OMS).

“O presidente Bolsonaro tem que ser responsabilizado caso se desorganize o sistema de saúde do país”, disse o governador.

Comentários

Mais notícias

Destruição da Mata Atlântica reduz no ES, mas cresce em outros estados

Em tempos onde Brasília age abertamente para reduzir a proteção ambiental no país, uma boa notícia para os capixabas. Houve redução de 31% na...

Polícia Rodoviária apreende 1.440 caixas de cervejas sem nota fiscal na Serra

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu uma carga de caminhão com 1.440 caixas de cervejas sem nota fiscal na madrugada desta quarta-feira (27), no...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
close-link
CLIQUE AQUI e receba as principais noticias sobre o coronavírus na Serra e no ES pelo seu WhatsApp
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!