21.1 C
Serra
sábado, 16 de novembro de 2019

Enem: Contarato critica tema da redação e diz que Bolsonaro “evitou” tratar da ‘Ditadura’

Leia também

Óleo já está em Nova Almeida e Jacaraípe e ameaça também água de serranos

Aconteceu. O petróleo que contamina há mais de dois meses a costa do Nordeste chegou às praias da Serra....

Você adoça seu cafezinho?

Considerando que você utilize um sachê tradicional de 5 gramas por xícara e por dia consuma 3 xícaras de...

Barro na água faz Cesan interromper abastecimento na Serra

Os moradores da Serra, Fundão e Viana  vão ficar sem água nesta sexta-feira (15). Isto porque tem muito barro...
Redação Jornal Tempo Novo, com informações de assessoriahttps://www.portaltemponovo.com.br
O Tempo Novo é da Serra. Fundado em 1983 é um dos veículos de comunicação mais antigos em operação no ES. Independente, gratuito, com acesso ilimitado e ultra regionalizado na maior cidade do Estado.

A prova do Enem do último domingo (03) pegou muita gente desprevenida. Isso porque o tema da redação surpreendeu até professores e especialistas: “Democratização do acesso ao cinema no Brasil”. Este foi o primeiro exame aplicado no Governo de Jair Bolsonaro (PSL).

Este tema suscitou algumas críticas, entre elas a do senador capixaba, Fabiano Contarato (Rede). Ele disse que o Governo evitou tratar da Ditadura Militar e criticou “desmonte” na área do cinema nacional.

“A prova do ENEM evitou um tema que o governo vive se negando a reconhecer: a Ditadura. Assim, deu abrigo à sua ideologia, ou seja, a negação dos fatos históricos. Na questão da democratização do cinema, tema da redação do Enem, bem que o governo poderia fazer o seu dever de casa. Não basta falar de democratização, tem de caminhar nessa direção. Não é desmontando a Ancine e nem “vetando” editais de produções da diversidade”, disse Contarato.

Sobre a Ancine, o senador capixaba se refere ao corte de verba do (Fundo Setorial do Audiovisual) de 43% para 2020. O que pode significar o menor repasse de verbas para a Ancine desde 2012. Em 2020, a Ancine terá R$ 300 milhões, contra R$ 650 milhões este ano. A Ancine faz aporte de investimentos em produções, em busca de retorno financeiro.

Comentários

Mais notícias

Você adoça seu cafezinho?

Considerando que você utilize um sachê tradicional de 5 gramas por xícara e por dia consuma 3 xícaras de café, seu consumo diário de...

Barro na água faz Cesan interromper abastecimento na Serra

Os moradores da Serra, Fundão e Viana  vão ficar sem água nesta sexta-feira (15). Isto porque tem muito barro na água  e a alta...

Chuva alaga Vale e eleva risco de vazamento de rejeitos em Tubarão

Localizada na divisa entre Serra e Vitória, a planta industrial de Tubarão da Vale também não escapou dos alagamentos que atingem o ES por...

Fortes chuvas deixam 72 pessoas desalojadas no ES

Apesar de não ter causado grandes estragos na Serra, as fortes chuvas que estão caindo no Espírito Santo desde a madrugada da última quarta-feira...

Você também pode ler

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
javascript:void(0)
close-link
close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!