25 C
Serra
quinta-feira, 04 de junho de 2020

Enem: Contarato critica tema da redação e diz que Bolsonaro “evitou” tratar da ‘Ditadura’

Leia também

Serra só terá lockdown se municípios vizinhos também adotarem medida

Com o aumento no número de moradores infectados e mortos pelo coronavírus, a Prefeitura da Serra está estudando a...

Novo condomínio na Serra vai gerar 200 empregos e R$ 20 milhões em investimento

Mesmo com a crise econômica gerada pela pandemia da covid-19  a construtora Morar mantém os planos de lançar um...

Foragido há cinco anos de Minas Gerais é preso na Serra pela Polícia Federal

A Polícia Federal prendeu na manhã desta quinta-feira (4) na região de Balneário Carapebus, na Serra, indivíduo acusado de...
Redação Jornal Tempo Novo com informações de assessoriahttps://www.portaltemponovo.com.br
O Tempo Novo é da Serra. Fundado em 1983 é um dos veículos de comunicação mais antigos em operação no ES. Independente, gratuito, com acesso ilimitado e ultra regionalizado na maior cidade do Estado.

A prova do Enem do último domingo (03) pegou muita gente desprevenida. Isso porque o tema da redação surpreendeu até professores e especialistas: “Democratização do acesso ao cinema no Brasil”. Este foi o primeiro exame aplicado no Governo de Jair Bolsonaro (PSL).

Este tema suscitou algumas críticas, entre elas a do senador capixaba, Fabiano Contarato (Rede). Ele disse que o Governo evitou tratar da Ditadura Militar e criticou “desmonte” na área do cinema nacional.

“A prova do ENEM evitou um tema que o governo vive se negando a reconhecer: a Ditadura. Assim, deu abrigo à sua ideologia, ou seja, a negação dos fatos históricos. Na questão da democratização do cinema, tema da redação do Enem, bem que o governo poderia fazer o seu dever de casa. Não basta falar de democratização, tem de caminhar nessa direção. Não é desmontando a Ancine e nem “vetando” editais de produções da diversidade”, disse Contarato.

Sobre a Ancine, o senador capixaba se refere ao corte de verba do (Fundo Setorial do Audiovisual) de 43% para 2020. O que pode significar o menor repasse de verbas para a Ancine desde 2012. Em 2020, a Ancine terá R$ 300 milhões, contra R$ 650 milhões este ano. A Ancine faz aporte de investimentos em produções, em busca de retorno financeiro.

Comentários

Mais notícias

Novo condomínio na Serra vai gerar 200 empregos e R$ 20 milhões em investimento

Mesmo com a crise econômica gerada pela pandemia da covid-19  a construtora Morar mantém os planos de lançar um novo empreendimento na cidade. Trata-se...

Foragido há cinco anos de Minas Gerais é preso na Serra pela Polícia Federal

A Polícia Federal prendeu na manhã desta quinta-feira (4) na região de Balneário Carapebus, na Serra, indivíduo acusado de chefiar associação para o tráfico...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
close-link
close-link
CLIQUE AQUI e receba as principais noticias sobre o coronavírus na Serra e no ES pelo seu WhatsApp
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!