25 C
Serra
quinta-feira, 04 de junho de 2020

Casal de idosos vive drama após corte de luz

Leia também

Serra só terá lockdown se municípios vizinhos também adotarem medida

Com o aumento no número de moradores infectados e mortos pelo coronavírus, a Prefeitura da Serra está estudando a...

Novo condomínio na Serra vai gerar 200 empregos e R$ 20 milhões em investimento

Mesmo com a crise econômica gerada pela pandemia da covid-19  a construtora Morar mantém os planos de lançar um...

Foragido há cinco anos de Minas Gerais é preso na Serra pela Polícia Federal

A Polícia Federal prendeu na manhã desta quinta-feira (4) na região de Balneário Carapebus, na Serra, indivíduo acusado de...
Gabriel Almeidahttps://www.portaltemponovo.com.br/
Morador da Serra, Gabriel Almeida é repórter do Tempo Novo há mais de quatro anos. Atualmente, o jornalista escreve para diversas editorias do portal.

img-20161105-wa0143
O casal de idosos vivem em Cidade Continental. Foto: Divulgação Leitor

Gabriel Almeida

A dificuldade financeira que vem afetando milhões de brasileiros bateu na porta da aposentada, Maria Nazaré Alves, que teve sua energia cortada na última quinta-feira (03), devido ao atraso no pagamento da sua conta de luz do mês de setembro.

A residência da moradora que fica em Cidade Continental, no setor Oceania, ficou quase cinco dias sem fornecimento de energia. A conta em referência havia vencido no dia 22 de setembro e o valor era de R$ 51,45. O talão de luz foi pago no dia 4 de novembro juntamente com a outra conta que venceu 22 de outubro no valor R$ 47,78.

Maria que tem problemas de saúde disse que ficou quase cinco dias sem energia. “Mesmo com a minha conta paga na sexta-feira – dia 4 de novembro, um dia após o corte, a empresa só religou a energia da minha casa na segunda-feira (07)”, explica.

A aposentada conta que por conta da falta de energia elétrica perdeu todos os alimentos que estavam dentro de sua geladeira. “Carnes, restante de comidas e vários outros alimentos estragaram. Fiquei muito triste com isso. Já temos pouco dinheiro, a aposentadoria mal dá para passar o mês e ainda perdemos uma parte dos mantimentos. Ficamos numa situação muito difícil”, destaca a moradora.

A reportagem entrou em contato com a EDP Escelsa que disse que o prazo para religação era de 24 horas úteis após a solicitação do cliente, conforme regulamentação vigente. A empresa ainda informou que a referida cliente efetuou a solicitação para religação no dia 04/11/2016, às 18:56. Assim, o atendimento seria realizado até o final do expediente da última segunda-feira, 07/11/2016.

Entramos em contato com a moradora que informou que a energia já foi religada.

 

Comentários

Mais notícias

Novo condomínio na Serra vai gerar 200 empregos e R$ 20 milhões em investimento

Mesmo com a crise econômica gerada pela pandemia da covid-19  a construtora Morar mantém os planos de lançar um novo empreendimento na cidade. Trata-se...

Foragido há cinco anos de Minas Gerais é preso na Serra pela Polícia Federal

A Polícia Federal prendeu na manhã desta quinta-feira (4) na região de Balneário Carapebus, na Serra, indivíduo acusado de chefiar associação para o tráfico...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
close-link
close-link
CLIQUE AQUI e receba as principais noticias sobre o coronavírus na Serra e no ES pelo seu WhatsApp
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!