26.6 C
Serra
domingo, 16 de fevereiro de 2020

Violência em Vitória: “É totalmente possível que chegue à Serra”

Leia também

Rede nacional diz que Serra vai ter candidato a prefeito e Audifax pode ser Governador

O Centro da Boa Convivência de Laranjeiras foi palco neste sábado (15) da Convenção Estadual da Rede Sustentabilidade. No...

Em evento concorrido, PSB confirma pré-candidatura de Bruno Lamas à Prefeitura da Serra

A Serra foi o município escolhido para o PSB do Espírito Santo dar o start oficial à sua Pr'é-campanha...

Violência em Vitória: “É totalmente possível que chegue à Serra”

Diante dos ataques que estão assustando moradores e comerciantes de Vitória, a populaça da Serra está em estado de...
Maria Nascimento
Maria Nascimento é repórter do Tempo Novo há mais de 15 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal, principalmente para a de Política.

PM nas ruas de Vitória. Foto: Divulgação

Diante dos ataques que estão assustando moradores e comerciantes de Vitória, a populaça da Serra está em estado de alerta. Temem que a violência cruze as fronteiras dos dois municípios.

A reportagem do Tempo Novo procurou lideranças da cidade, a fim de ouvir suas avaliações e sugestões para evitar que a Serra também seja alvo da onda de violência. Uma delas foi o vereador Cabo Porto (PSB), que além de vereador é policial Militar. Ele se disse preocupado com a possibilidade de a violência chegar à Serra.

“Hoje o Bairro da Penha é a maior transação de bocas de fumo do Estado do Espírito Santo. A maior fonte rentável de boca de fumo no Espírito Santo. O bairro funciona como uma matriz, onde tem as filiais. Filiais essas como Parque das Gaivotas, Bairro das Laranjeiras, Bairro de Fátima, Hélio Ferraz, Planalto Serrano e algumas segmentações, algumas filiais. Se não fizer o primeiro tratamento do câncer, o tráfico é um câncer, como no corpo humano; está, sim, um fato real, porque hoje, até mesmo por fazer parte da fronteira, divisa de municípios. Então existe, sim, uma situação real de Bairro de Fátima e Helio Ferraz”, avaliou.

E sugeriu medidas para conter a violência. “O que precisa ser feito é a força policial toma conta e providencia agora, para acalmar a sociedade e, para isso, não espalhar no município afora o que explodiu em Vitória. Major Vernek esteve comigo agora, secretário de Defesa municipal; ele se reuniu com o coronel Tavares, do comando do Sexto Batalhão, está indo para o QCG (Comando da Polícia Militar), onde situações graves de emergência á estão sendo tomadas para combater a matriz e as filiais. Claro que existem mais filiais em Vitória, no Bairro da Penha. Porém como estamos falando sobre a Serra, vamos abordar as nossas filiais. É fato real sim, e o tratamento dessa situação emergencial já está sendo colocado em prática, inclusive com Força Tática, do Sexto Batalhão, Regimento de Polícia Montada e muito mais. Agora estou indo para Bairro de Fátima para ouvir comerciantes e moradores”, adiantou.

Comentários

Mais notícias

Em evento concorrido, PSB confirma pré-candidatura de Bruno Lamas à Prefeitura da Serra

A Serra foi o município escolhido para o PSB do Espírito Santo dar o start oficial à sua Pr'é-campanha de 2020. Em um evento,...

Violência em Vitória: “É totalmente possível que chegue à Serra”

Diante dos ataques que estão assustando moradores e comerciantes de Vitória, a populaça da Serra está em estado de alerta. Temem que a violência...

Feira de adoção de animais, promoções e samba agitam shopping no fim de semana

Poucas semanas antes da chegada do Carnaval, o capixaba que está à procura de preços baixos tem uma chance imperdível: o It Bazar +...

Evento de fortões em Guriri vai ter serranos participando

Neste sábado (15) vai ter Treinão Strong Show, em Guriri, às 15h, na praça Wilson Gomes, e vai ter serrano participando do evento. Um deles...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
close-link
close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!
Precisa falar com o Tempo Novo? Envie sua mensagem