25.7 C
Serra
terça-feira, 25 janeiro - 2022
  • CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 71.679 casos
  • 1.485 mortes
  • 69.752 curados

Vereadores e deputados devem abrir mão do recesso de julho

Leia também

Acidentes com vítimas fatais na Serra reduziram em 15% de 2020 para 2021

A Serra perdeu 53 moradores em acidentes de trânsito em 2021. O número mostra uma redução de 15% em...

Grupo Tigre vai abrir filial na Serra, gerar centenas de empregos e aquecer economia

O Grupo Tigre, um dos maiores players mundiais no setor da construção civil e saneamento, anunciou a instalação de...

Serra faz ação para testar moradores de rua e abrigos contra Covid-19

A Serra está passando por um aumento explosivo de casos de Covid-19 nos últimos dias e pensando em controlar...
Mari Nascimento
Mari Nascimento é repórter do Tempo Novo há 18 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal, principalmente para a de Política.

Durante a pandemia, a Câmara da Serra está realizando sessões às quartas-feiras.

Vereadores da Serra devem abrir mão do recesso parlamentar de julho, marcado para ter início nesta quarta-feira (15). O grupo ligado ao presidente da Câmara, Rodrigo Caldeira, defende a manutenção dos trabalhos, sem interrupção para o recesso. Atualmente, em função da pandemia do novo coronavírus, a Câmara tem se reunido às quartas-feiras, em sessões fechadas para a galeria.

A Assembleia Legislativa deve manter as sessões durante o período destinado ao recesso parlamentar. A deputada Janete de Sá (PMN) solicitou ao presidente Erick Musso (PRB) a suspensão do recesso e alguns deputados fazem coro à iniciativa da parlamentar.

É o caso de Bruno Lamas (PSB). Ele defende a manutenção dos debates e votações virtuais. “Sou contra o recesso. O que propus inclusive foi o retorno de todos os trabalhos da Ales, inclusive das sessões, no mínimo no formato híbrido e com devidos protocolos de saúde pública obedecidos. A Ales está fechada ao público desde março e custa milhões de reais por mês à população. Como diz na linguagem popular: “Bora trabalhar que tem muito mato pra capinar”, opinou Lamas.

O deputado Alexandre Xambinho (PL) disse por meio de nota que é favorável ao cancelamento do recesso de julho. “Neste momento em que a população enfrenta profunda crise sanitária e econômica, nós deputados estaduais devemos continuar firmes no encaminhamento de ações que ajudem na superação deste momento tá difícil para a sociedade”.

A assessoria do deputado Vandinho Leite (PSDB) foi procurada, mas até o momento não se pronunciou sobre o assunto.

Mari Nascimento
Mari Nascimento é repórter do Tempo Novo há 18 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal, principalmente para a de Política.

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!