26.8 C
Serra
segunda-feira, 09 de dezembro de 2019

Vereadores devem acrescentar emendas impositivas antes da votação do Orçamento Municipal

Leia também

Após 5 horas de interdição, BR-101 é liberada na Serra

Uma manifestação de moradores deixou o trânsito caótico num trecho da BR-101 na Serra, durante a manhã desta segunda-feira...

A Igreja de Reis Magos para encantar o seu dia

A Igreja de Reis Magos é o segundo ponto turístico mais visitado do ES. O local é lindo e...

Semana começa com 179 vagas de emprego abertas na Serra

A semana do serrano está começando cheia de oportunidades de emprego na Serra. Nesta segunda-feira (9), moradores da cidade...
Maria Nascimento
Maria Nascimento é repórter do Tempo Novo há mais de 15 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal, principalmente para a de Política.

Basílio é presidente da Comissão de Finanças e Orçamento. Foto: Divulgação

O Projeto de Lei (PL) 210/19, que estima a receita e fixa a despesa do município da Serra para o exercício financeiro de 2020 foi lido no Expediente dessa segunda-feira (25). Com a leitura abre-se o prazo de dez dias para que vereadores apresentes suas emendas parlamentares individuais.

Para o orçamento 2020 já está em vigência a emenda impositiva, o que significa que cada vereador poderá apresentar R$ 565 mil para obras e projetos. O impacto nos cofres da Prefeitura pode chegar a R$ 12.430.000.

Em setembro, o prefeito Audifax Barcelos (Rede) publicou decreto revogando os efeitos da lei que instituiu a emenda impositiva, mas vereadores alegam que um decreto não pode anular uma Lei Municipal e devem aprovar o projeto com as emendas. O valor global do orçamento previsto para 2020 é de R$ 1.323.235.000.00.

Segundo o presidente da Comissão de Finanças e Orçamento da Câmara da Serra, Basílio da Saúde (sem partido), vereadores terão autonomia para destinarem emendas a diversos segmentos, como saúde, educação, promoção social.

“A Câmara reconhece que a alteração da Lei Orgânica foi válida, a emenda continua impositiva. O prefeito fez o decreto, mas um decreto não pode se sobrepor a uma Alteração de Lei Orgânica. O orçamento será votado em dois turnos, sendo primeiro votadas as emendas e, em segundo turno, orçamento com as emendas”, explicou Basílio.

Entenda: 

Vereadores da Serra teriam cerca de R$ 12 milhões em emendas obrigatórias em 2020, após a aprovação de uma emenda na Lei Orgânica Municipal (LOM) determinando o pagamento de emenda impositiva no percentual de 1,2% da Receita Corrente Líquida (RCL). Este percentual seria dividido igualitariamente entre os 23 vereadores. Em 2018, a RCL bateu ligeiramente acima de R$ 1 bilhão; se mantiver o valor como referência, em 2020, cada vereador desfrutará de R$ 520 mil em emendas.

Comentários

Mais notícias

A Igreja de Reis Magos para encantar o seu dia

A Igreja de Reis Magos é o segundo ponto turístico mais visitado do ES. O local é lindo e ficou ainda melhor nessa fotografia...

Semana começa com 179 vagas de emprego abertas na Serra

A semana do serrano está começando cheia de oportunidades de emprego na Serra. Nesta segunda-feira (9), moradores da cidade poderão concorrer a uma das...

Protesto faz BR-101 ficar totalmente interditada na Serra

Atualização: Após 5 horas de interdição, BR-101 é liberada na Serra  Uma manifestação de moradores está deixando o trânsito caótico num trecho da BR-101 na...

Vereador denuncia descaso com moradores de rua da Serra

Preocupado com a situação de violência contra moradores de rua, principalmente em Jardim Limoeiro e região, o vereador Cabo Porto (PSB) usou a tribuna...

Você também pode ler

Conteúdo patrocinado

Comentários
javascript:void(0)
close-link
close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!