Serra, 25 de junho de 2018

Portal Tempo Novo - O Portal da Serra, ES

Política

Serra, 7 de junho de 2018 às 16:20

Vereador defende que novos guardas foquem policiamento em Jacaraípe


Cabo Porto defende que esses novos guardas foquem o policiamento na região da Grande Jacaraípe. Foto: Fábio Barcelos

Gabriel Almeida

Nos próximos meses devem ser nomeados cerca de 61 guardas municipais na Serra. A guarda começou a atuar na cidade em fevereiro de 2017. Na ocasião foram nomeados 56 agentes, quando no concurso realizado pela prefeitura foram anunciadas a contratação de 170.

Um dos vereadores que levanta a bandeira da nomeação dos 61 agentes da Guarda Municipal é o Cabo Porto (PSB) que também defende que esses novos guardas foquem o policiamento na região da Grande Jacaraípe que vem sofrendo com a violência nos últimos anos.

“A Guarda Municipal não tem que ficar somente cuidando do patrimônio do município. Ela tem por obrigação que acompanhar o mapa da violência, onde na Serra, a Grande Jacaraípe ta sangrando. Estamos tendo todos os dias, furtos nas residências, assaltos nas residências, o maior número de roubo de carro é em Jacaraípe, problemas em comércio também tem maior número em Jacaraípe. Temos que ter um ponto base da guarda municipal para a região”, afirma Porto.

O vereador ainda sugere que a guarda tem mais contato com os comerciantes da Grande Jacaraípe. “Agentes devem passar com as viaturas nas avenidas da região para ter um contato maior com os comerciantes”, disse.

Cabo Porto ainda criticou alguns projetos que estão sendo feitos pela Secretaria de Defesa Social (Sedes) e defendeu mais repressão por parte da guarda.

O vereador ainda explicou que não acredita em projetos como “Sorriso no Rosto”. “Eu não acredito muito nesses projetos que estão sendo feito com a guarda municipal. Projetos como sorriso no rosto, tem uma hora que a Guarda Municipal vai ter que reprimir sim, mas pra isso os agentes da guarda tem que ter estrutura e ai sim eles irão trabalhar com sorriso no rosto”, disse.

Porto também criticou as palestras realizadas com pessoas do Japão. “Trazer pessoas do Japão para palestrar aqui também não funciona. Japão é outro mundo e lá é um homicídio a cada mil anos e quando acontece isso eles investigam e pegam. Com a minha experiência eu discordo disso”, afirma.




O que você acha ?

Você está animado para a Copa do Mundo?

Ver Resultados

Carregando ... Carregando ...

Veja também

Portal Tempo Novo

Rua Euclides da Cunha, 394 - sl 103 e 104 - Laranjeiras, Serra, ES

CEP:29165-310 - Tel: 27 3328-5765

Todos os direitos reservados ao Jornal Tempo Novo © Desenvolvido por