28 C
Serra
terça-feira, 10 de dezembro de 2019

Suplentes de olho na Câmara Municipal da Serra

Leia também

Deputados são contra aumento no Fundo Eleitoral, mas usaram dinheiro para campanha -veja valores

Em 2020 partidos políticos podem ter R$ 3.8 bilhões para gastar nas campanhas eleitorais. Isso porque, foi aprovado na...

Empresários da Serra debatem cenários para 2020  

Nesta quarta-feira (11) a Associação de Empresários da Serra (Ases) promove debate de cenários para 2020. Será às 8h...

Oportunidade de emprego para 83 operadores de telemarketing para início imediato

Está procurando emprego? Tem oportunidade de trabalho para início imediato para quem quiser atuar como operador de telemarketing. São...
Maria Nascimento
Maria Nascimento é repórter do Tempo Novo há mais de 15 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal, principalmente para a de Política.

Fabio Latino, Antônio Boy do INSS, Wanildo Sarnaglia e Saulo Brum. Fotos: Divulgação

A possibilidade de afastamento de alguns vereadores da Serra, que enfrentam ações na Justiça, atiçou os ânimos dos suplentes das coligações, que podem a qualquer momento receber notificações para ocupar as vagas. 

Com 23 vereadores, a Câmara Municipal possui três parlamentares que enfrentam ações na Justiça, cujos andamentos podem resultar no afastamento dos cargos. Um desses vereadores, inclusive, já está afastado. Trata-se de Nacib Haddad (PDT), que teve seu afastamento determinado em uma ação movida pelo Ministério Público, que o acusa de formar cartel de empresas para ganhar licitações. Nacib nega.

O suplente do vereador, Wanildo Sarnaglia (Avante), disse que aguarda a convocação para assumir o cargo. “É obrigação do presidente da Câmara (Rodrigo Caldeira) me convocar, os cargos comissionados já foram exonerados; então, a obrigação é do Caldeira me convocar, isso se ele tiver interesse, né?”, disparou Wanildo.

Outro que pode assumir uma cadeira é o ex-vereador Antônio Boy do INSS (PDT). Ele disse que tem acompanhado os acontecimentos envolvendo a Câmara das redes sociais. Disse também que não foi diplomado pela Justiça Eleitoral. Boy do INSS é o segundo suplente na chapa que elegeu Nacib. Ocorre que outro vereador eleito pelo PDT, Fábio Duarte, enfrenta uma comissão processante a Câmara e pode ter o mandato cassado. A acusação é de quebra de decoro parlamentar. Essa situação pode trazer Boy de volta ao Legislativo.

“Estou acompanhando pelo Facebook, não estou focado nisso. É constrangedor assumir nessas condições, pois meu foco é 2020. Obtive 1.732 votos e estou preparado, caso seja convocado. Sou um homem de desafios e estou preparado. Se for necessário, eu assumo”, disse Boy.

O líder comunitário Saulo Brum é suplente do vereador Guto Lorenzoni, que, após trocar o PP pela Rede, enfrenta uma ação que pode resultar na perda do mandato. Filiado ao PP, Brum comenta a situação. “Isso teve início em abril de 2018. Essa situação é de quando a Marina Silva esteve na Serra, ele saiu do PP e se filiou à Rede, e o Ministério Público Eleitoral entrou com ação pedindo a cassação do mandato dele. Estou aguardando, porque a Lei fala que se o mandato dele justamente for cassado, eu assumiria a vaga. Estou aguardando, tudo é determinação de Deus. Se eu tiver que assumir como vereador, eu assumo. Eu concordo com a ação, porque acredito que a Lei tem que ser cumprida. Se ele vacilou contra a Lei, a Justiça tem que ser feita. Aguardo a Justiça. Tenho oito mandatos como líder comunitário, vou continuar trabalhando, desta vez pelo município da Serra”, explicou.

Outro que pode ser alçado à condição de vereador da Serra é Fábio Latino Araújo (PSB). Ele é primeiro suplente da coligação que elegeu Geraldinho Feu Rosa (sem partido), que foi compulsoriamente desfiliado do PSB. Lideranças da legenda agora avisam que vão pleitear o mandato do vereador.

Além disso, Geraldinho responde a uma ação por suposta prática de rachid. “Fui candidato pela primeira vez, incentivado pelas pessoas que me conhecem e acompanham meu trabalho ao longo dos últimos dez anos como liderança comunitária e com qualificação por meio de projetos sociais. Se for convocado em respeito aos 1.795 eleitores que confiaram a mim essa responsabilidade, me sinto preparado. E se acontecer, farei o meu melhor”, disse Fábio.

Comentários

Mais notícias

Empresários da Serra debatem cenários para 2020  

Nesta quarta-feira (11) a Associação de Empresários da Serra (Ases) promove debate de cenários para 2020. Será às 8h no Centro de Eventos Steffen...

Oportunidade de emprego para 83 operadores de telemarketing para início imediato

Está procurando emprego? Tem oportunidade de trabalho para início imediato para quem quiser atuar como operador de telemarketing. São  83 vaga, todas oferecidas nesta...

Servidores estaduais terão 3.5% de reajuste salarial em dezembro

Servidores estaduais receberão os contracheques de dezembro com reajuste de 3.5%. Deputados estaduais aprovaram nesta segunda-feira (9) o Projeto de Lei que autoriza o...

Veja quais bairros receberão a caravana de Natal da Coca Cola

Neste mês de dezembro, a Serra receberá duas caravanas de Natal da Coca Cola. A empresa confirmou que trará para os serranos os tradicionais...

Você também pode ler

Conteúdo patrocinado

Comentários
javascript:void(0)
close-link
close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!