21.3 C
Serra
quarta-feira, 21 de outubro de 2020

Serra elegeu 23 vereadores e deve pagar salário para 26

Leia também

Vidigal promete vigiar poluição do ar, ampliar reservas ambientais e revisar PPP do esgoto

Com a bagagem de já ter sido prefeito três vezes da Serra Sérgio Vidigal (PDT) volta a disputar o...

Com 133 casos em nove meses, assassinatos crescem 30% na Serra  

A violência não dá trégua na Serra. Entre janeiro e setembro, 133 pessoas foram assassinadas na cidade, numero 30%...

Time de Colina de Laranjeiras é o campeão do Brasileiro da Serra

O Colina Futebol Clube é o atual campeão Brasileiro da Serra. Criado em 2017, time de futebol amador tem...
Mari Nascimento
Mari Nascimento é repórter do Tempo Novo há 18 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal, principalmente para a de Política.

Geraldinho Feu Rosa foi afastado pela Justiça por prática de rachid. Foto: Divulgação

No pleito de 2016, a Serra elegeu 23 vereadores, mas em 2020 deverá pagar salário para 26. Isso porque, na última quarta-feira (18), o vereador afastado Geraldinho Feu Rosa (sem partido) foi sentenciado pela Justiça à perda do cargo pela prática de rachid. Com isso, seu suplente, Fábio Latino (PSB), deve ser convocado nos próximos dias e passará a receber o salário de R$ 9 mil.

Assim como Neidia Maura (afastada por improbidade em 2018) e Nacib Haddad (afastado sob acusação de fraude em licitação no mês de abril), Geraldinho também seguirá recebendo o salário de vereador até que o processo tenha sido julgado em todas as instâncias. Com a convocação de Latino, serão, portanto, três suplentes e três vereadores afastados, todos eles recebendo os vencimentos mensais.

Além da perda de mandato, Geraldinho Feu Rosa teve seus direitos políticos suspensos por quatro anos, além do pagamento de multa de R$ 270 mil. A punição foi assinada pela titular da Vara da Fazenda Pública Municipal, juíza Telmelita Guimarães. A ação foi movida pelo Ministério Público.

O advogado de Geraldinho, Hélio Maldonado, disse que vai recorrer da decisão e confirmou que o vereador continuará recebendo os vencimentos. “Inclusive cautelarmente, vou pedir o retorno dele”.

Suplente

O suplente do vereador Geraldinho é o líder comunitário Fábio Latino Araújo (PSB). Ele teve 1.795 votos, enquanto Geraldinho foi eleito com 2.004.

“Acredito que em até 48h a Câmara seja oficialmente notificada. O natural é me convocar logo. Vou trabalhar pela cidade e tenho um perfil conciliador. Não sou de tomar posições radicais, nem pretendo ser oposição. Quero ajudar a cidade”, disse.

Sobre a relação com o prefeito, disse que o considera “um gestor competente e uma pessoa inteligente na forma de fazer gestão pública. E tenho uma relação boa com ele”.

Politicamente, para o prefeito Audifax Barcelos (Rede), com a provável chegada de Latino, o plenário da Câmara fica em uma situação mais confortável em termos de governabilidade. Geraldinho era um parlamentar de oposição, já Latino tem boa relação com a base, que já soma 2/3 dos vereadores.

O presidente da Câmara, Rodrigo Caldeira (Rede), foi procurado para comentar sobre a nomeação de Latino, mas não foi encontrado.

Mari Nascimento
Mari Nascimento é repórter do Tempo Novo há 18 anos. Atualmente, a jornalista escreve para diversas editorias do portal, principalmente para a de Política.

Mais notícias

Com 133 casos em nove meses, assassinatos crescem 30% na Serra  

A violência não dá trégua na Serra. Entre janeiro e setembro, 133 pessoas foram assassinadas na cidade, numero 30% maior que no mesmo período...

Time de Colina de Laranjeiras é o campeão do Brasileiro da Serra

O Colina Futebol Clube é o atual campeão Brasileiro da Serra. Criado em 2017, time de futebol amador tem três anos de história, mas...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

close-link
close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!