18.8 C
Serra
quinta-feira, 28 de Maio de 2020

Seria o Caldeira o ‘pecilotérmico’ da Serra?

Leia também

Fábio Duarte, escolhido por Audifax para ser o seu sucessor, fala um pouco da sua história

Administrar uma Prefeitura como a da Serra, o município mais populoso do Estado, não é para qualquer um. Suceder...

Destruição da Mata Atlântica reduz no ES, mas cresce em outros estados

Em tempos onde Brasília age abertamente para reduzir a proteção ambiental no país, uma boa notícia para os capixabas....

Polícia Rodoviária apreende 1.440 caixas de cervejas sem nota fiscal na Serra

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu uma carga de caminhão com 1.440 caixas de cervejas sem nota fiscal na...
Eci Scardini
Fundador do Jornal Tempo Novo, Eci Scardini também escreve para editorias do portal.

Rodrigo Caldeira. Foto: Gabriel Almeida

Mesmo tendo protagonizado momentos de grande aflição para o prefeito Audifax Barcelos e colocado a Serra no topo de uma das maiores confusões políticas dos últimos anos, o presidente de Câmara de Vereadores, Rodrigo Caldeira, mostra uma versatilidade politica impressionante.

Em um ambiente de muita dificuldade para vereador com mandato se arranjar dentro de um partido e, garantir legenda para disputar a reeleição, Caldeira resolve isso com sobra. Diferente para um Fabão, Quelcia, Roberto Catirica, Nacib. Todos da linha de frente de Caldeira na cruzada para tirar o prefeito Audifax do cargo.

Na política, Caldeira é considerado de sangue frio; mas diferente dos *pecilotérmicos, a sua temperatura não altera com o calor do momento.
Já há quem veja no modus operandi de Caldeira semelhanças com o ex-presidente da Câmara Federal, Eduardo Cunha, que abrigava debaixo de suas ‘asas’ parlamentares com a expectativa de vantagens.

A versatilidade de Caldeira inclui relacionamentos recentes, alguns visíveis e outros nem tanto, que deram a ele uma musculatura política extra, deixando-o mais encorpado.
Desenvolveu também habilidades para lidar com os bastidores do poder, o que lhe abriu portas para negócios diversos.

Pois bem, no frigir do prazo para filiação partidária, Caldeira pode encontrar refúgio confortável no âmago de Vidigal (PDT), ou nas cercanias de Vandinho (PSDB). Na primeira hipótese, Vidigal passaria a ter uma perna dentro do legislativo local e assim fazer um sério contraponto ao prefeito Audifax. Na segunda, Vandinho poderia se proteger de investidas de Audifax ou segurar Caldeira para ele.
De qualquer maneira Caldeira se salva e se reelege.

Mas é possível que ele não pare por aí. Há quem afirme que Caldeira, reeleito, buscará novamente a Presidência e, em 2022 uma vaga na Assembléia Legislativa.
Não pasmem se Caldeira conseguir tudo isso.

*Pecilotérmicos: São conhecidos como animais de sangue frio, pois sua temperatura corpórea varia de acordo com a temperatura do meio em que vivem, como répteis, anfíbios e peixes.

 

Comentários

Mais notícias

Destruição da Mata Atlântica reduz no ES, mas cresce em outros estados

Em tempos onde Brasília age abertamente para reduzir a proteção ambiental no país, uma boa notícia para os capixabas. Houve redução de 31% na...

Polícia Rodoviária apreende 1.440 caixas de cervejas sem nota fiscal na Serra

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu uma carga de caminhão com 1.440 caixas de cervejas sem nota fiscal na madrugada desta quarta-feira (27), no...

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
close-link
close-link
CLIQUE AQUI e receba as principais noticias sobre o coronavírus na Serra e no ES pelo seu WhatsApp
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!