21.8 C
Serra
segunda-feira, 01 de junho de 2020

Rede já tem maior bancada na câmara junto com PMDB

Leia também

Mais de 200 mil capixabas já tiveram Covid-19, diz 2ª fase do Inquérito Sorológico

O governador Renato Casagrande anunciou em suas redes sociais que 206.559 mil pessoas já contraíram Covid-19 no Espírito Santo,...

Serra fecha maio com 2.508 casos confirmados e 157 mortos por coronavírus

O mês de maio chegou ao fim com muitos casos confirmados e mortes causadas pela Covid-19 na Serra. De...

Mais cinco moradores da Serra morrem por coronavírus

Em apenas 24 horas, a Serra registrou cinco novas mortes causadas pela Covid-19. A informação foi divulgada pela Secretaria...
Gabriel Almeidahttps://www.portaltemponovo.com.br/
Morador da Serra, Gabriel Almeida é repórter do Tempo Novo há mais de quatro anos. Atualmente, o jornalista escreve para diversas editorias do portal.

 

politica edi
Arte: Joatan Alves

Por Conceição Nascimento

Após a correria para cumprimento dos prazos do Calendário Eleitoral 2016, como domicílio eleitoral e troca de legenda, a Câmara da Serra tem nova composição partidária, com o esvaziamento de algumas agremiações e o crescimento de outras. Na teoria, o prefeito Audifax Barcelos (Rede) saiu fortalecido com as alterações e isso facilitaria a sua governabilidade para os próximos meses do seu mandato.

É o caso dos partidos Solidariedade (SD) e Rede Sustentabilidade (Rede). O primeiro deles chegou a ter cinco vereadores na bancada, mas agora amarga o esvaziamento, chegando à representação zero. Quatro vereadores do SD mais alinhados com o prefeito migraram para a recém-criada Rede, que agregou às suas fileiras Cézar Nunes, Rodrigo Caldeira, Alexandre Xambinho e Auredir Pimentel.

Outro militante do SD, Marcos Tongo, também aliado do prefeito, migrou para o PSB, legenda que por sua vez perdeu Boy do INSS, tido como oposição, para o PMDB. Este partido, que tem como decano o vereador Luiz Carlos Moreira, líder do prefeito na Casa, também ficou volumoso, com quatro parlamentares. Além de Boy e Moreira, os peemedebistas abrigaram Jorjão Silva e Toninho da Ambulância.

A terceira maior bancada na Câmara é a do PT, que se coloca como um partido independente em relação ao Executivo. Durante a corrida para cumprimento dos prazos para migração partidária (agora estendida para abril de 2016) especulou-se que o vereador Sebastião Sabino poderia deixar o partido. Com a sua permanência, o PT manteve a bancada de três, com Aécio Leite e Gilmar Carlos.

O PDT, de oposição ao prefeito, sofreu uma baixa e mantém dois vereadores, Davi Duarte e Nacib Haddad. Esta legenda contava ainda com o vereador Auredir Pimentel (Rede).

Outros partidos têm um representante na Câmara. É o caso do Pros (Basílio da Saúde), PTB (Aldair Xavier), o PP (Guto Lorenzoni), PSD (Neidia Maura), PR (Gideão Svensson), PRB (Pastor Ricardo), PSL (José Raimundo), PV (Tio Paulinho) e PTC (Miguel da Policlínica).

Comentários

Mais notícias

Serra fecha maio com 2.508 casos confirmados e 157 mortos por coronavírus

O mês de maio chegou ao fim com muitos casos confirmados e mortes causadas pela Covid-19 na Serra. De acordo com a última atualização...

Mais cinco moradores da Serra morrem por coronavírus

Em apenas 24 horas, a Serra registrou cinco novas mortes causadas pela Covid-19. A informação foi divulgada pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa)....

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

Comentários
close-link
close-link
CLIQUE AQUI e receba as principais noticias sobre o coronavírus na Serra e no ES pelo seu WhatsApp
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!