• CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 35.593 casos
  • 705 mortes
  • 34.297 curados
23.4 C
Serra
terça-feira, 26 janeiro - 2021
  • CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 35.593 casos
  • 705 mortes
  • 34.297 curados

Print de deputados indica que inspeção no Dório foi combinada antes da fala de Bolsonaro

Leia também

Coronavac: segunda remessa com mais de 16 mil vacinas chega ao Espírito Santo

Um novo lote da vacina Coronavac, produzida pelo Butantan/Sinovac, chegou ao Espírito Santo  nesta segunda-feira (25). De acordo com...

Vereadores aproveitam o recesso para enviar solicitações de serviços à Prefeitura da Serra

Antes mesmo do início das atividades em plenário, vereadores da Serra já apresentaram projetos, requerimentos de informações e indicações...

Roubo de cabos da OI, em Pitanga, deixa moradores sem internet

Moradores do bairro Pitanga, que fica na região rural da Serra, estão sofrendo com os constantes roubos de cabos...
Redação Jornal Tempo Novo com informações de assessoriahttps://www.portaltemponovo.com.br
O Tempo Novo é da Serra. Fundado em 1983 é um dos veículos de comunicação mais antigos em operação no ES. Independente, gratuito, com acesso ilimitado e ultra regionalizado na maior cidade do Estado.

Deputados estaduais foram ao Dório Silva na última sexta-feira (12). Foto: Reprodução de vídeo/Facebook

A inspeção feita por cinco deputados estaduais ao hospital Dório Silva, na Serra, segue pautando o debate político nesse início de semana. O fato ocorreu na última sexta-feira (12) e gerou polêmica devido ao fato do presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), um dia antes, ter orientado apoiadores a entrarem em hospitais para filmar leitos.

Entretanto, na tarde dessa terça-feira (16), os parlamentares encaminharam para imprensa o print das conversas em um grupo de whatsapp, do qual indicam que a ‘blitz’ no Dório Silva, foi combinada na quinta (11), ou seja, um dia antes da polêmica declaração de Bolsonaro.

Entre os deputados que estiveram presentes no hospital, está Vandinho Leite (PSDB), que tem domicílio na Serra. A reportagem entrou em contato com o parlamentar, e de acordo com ele, a visita foi agendada com antecedência, houve autorização por parte da direção do Dório Silva e os protocolos sanitárias teriam sido respeitados.

“Governo está com medo de ser fiscalizado e por isso inventou que o nosso ato teria sido uma invasão estimulada por Bolsonaro. Combinamos aquela ação na quarta-feira (x) às 13:30, e a declaração do presidente foi na quinta-feira à noite. A estratégia do Governo é tirar o foco, já que encontramos várias irregularidades”, disse Vandinho.

Além dele, estiverem presentes na inspeção do Dório, os deputados Lorenzo Pasolini (Republicanos), Carlos Von (Avante), Torino Marques e Danilo Bahiense (ambos PSL).
O deputado Carlo Von chegou a publicar o print das conversas direto em suas redes sociais. Ele segue a narrativa de Vandinho, afirmando que ação foi legítima de fiscalização, e foi agendada com antecedência.

“Nossa entrada foi autorizada e isso pode ser facilmente provado através das imagens da recepção do hospital. Usando todos os equipamentos de proteção; permanecemos apenas nos corredores e não entramos em nenhum leito. Além disso, não divulgamos imagem de nenhum profissional ou paciente do hospital”, argumento Carlos Von.

Veja print:

Deputados acusam superlotação de leitos e falta de remédios

Durante a inspeção ao Dório, os deputados dizem que foram identificados superlotação dos leitos, sendo que toda a estrutura do hospital está direcionada para o tratamento de pacientes com Covid-19. Portanto, o Dório não estaria prestando assistência a pacientes com outros problemas de saúde. Além disse, também foi apontado falta de insumos e de medicamentos básicos no tratamento da doença.

Governo do ES crítica ação e diz que foi “invasão”

O caso ainda promete render, isso porque a Procuradoria-Geral do Estado encaminhou notícia crime ao Ministério Público contra os deputados. A PGE diz que a ação foi invasão e relaciona o ato com as declarações de Bolsonaro.

Redação Jornal Tempo Novo com informações de assessoriahttps://www.portaltemponovo.com.br
O Tempo Novo é da Serra. Fundado em 1983 é um dos veículos de comunicação mais antigos em operação no ES. Independente, gratuito, com acesso ilimitado e ultra regionalizado na maior cidade do Estado.

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

close-link
close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!