• CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 57.848 casos
  • 1.210 mortes
  • 55.783 curados
24.7 C
Serra
quarta-feira, 12 maio - 2021
  • CORONAVÍRUS NA SERRA:
  • 57.848 casos
  • 1.210 mortes
  • 55.783 curados

Por espaço, PMDB e PSB cobram Audifax

Leia também

Em 24h, Serra perde mais 9 moradores para o coronavírus e registra 322 novos infectados

A Serra atingiu, no final da tarde desta quarta-feira (12), a triste marca de 1.210 moradores que morreram por...

Prefeitura da Serra abre 3.500 vagas para vacinação contra gripe nesta quarta

A Prefeitura da Serra, através da Secretaria Municipal de Saúde (Sesa), vai abrir 3.500 novas vagas de vacinação contra...

Parceria entre Prefeitura e Sebrae quer capacitar lideranças e contribuir para o turismo da Serra

Fortalecer municípios que possuem pontos turísticos no Espírito Santo. Esta é a intenção da parceria que o Sebrae está...
Gabriel Almeidahttps://www.portaltemponovo.com.br/
Morador da Serra, Gabriel Almeida é repórter do Tempo Novo há seis anos. Atualmente, o jornalista escreve para diversas editorias do portal.

Lamas e Moreira consideram que o prefeito não contemplou as legendas que o apoiaram durante as eleições de 2016 e garantiram seu terceiro mandato. Foto: Arquivo TN / Divulgação Assembleia Legislativa

Conceição Nascimento

Reeleito com um leque de 12 partidos, o prefeito Audifax Barcelos precisa ainda contemplar algumas legendas, que participaram da campanha eleitoral em 2016. Com isso, a matemática dos espaços referente aos partidos tem ficado cada vez mais difícil de ser fechada. Com isso partidos têm mirado suas críticas no redista, reclamando do pouco espaço oferecido na administração, é o caso do PMDB e o PSB.

Os peemedebistas, que caminharam com Audifax Barcelos nos dois turnos das eleições, questionam o distanciamento do prefeito em relação à legenda. Durante o processo de discussão das coligações, em 2016, a direção municipal do PMDB recebeu orientação de não coligar com Audifax, segundo o vice-presidente municipal do partido, Aloísio Santana. Mas o vereador Luiz Carlos Moreira, que presidente do partido na Serra, confirmou a coligação indo na contramão da orientação estadual.

“Queremos saber do prefeito por que se distanciou do PMDB. Estamos aguardando o posicionamento dele, até porque naquela ocasião foram feitas conversas sobre a posição do partido no município. Caminhamos juntos, fizemos uma grande movimentação em Laranjeiras. Estranhamos participar de todo o processo e não sermos chamados para compor este governo que ajudamos a construir. Não estamos arrependidos, mas o que ficou acordado na ocasião das coligações e promessas de campanha acabou não se confirmando”, lembrou.

Também da base de apoio de Audifax, o PSB questionou a nomeação de Sandra Gomes (PMB) para a Setur (Secretaria de Turismo), pasta pleiteada pelos socialistas. “Aí o prefeito vai estar mascando com o PSB, que indicou a Maylla (Venturin- para a Setur). É essa nossa posição. Fizemos quase 16 mil votos e 2 vereadores; o ex-governador andou a Serra pedindo votos para Audifax. Não temos nenhuma secretaria na Serra, e os espaços até então reduzidos. A Educação (com Márcia Lamas) é indicação técnica e do próprio Audifax; não adianta colocar nessa cota. O nome do PSB é Maylla, uma mulher de expressão conhecida mundialmente por suas conquistas no esporte e formada na área da Administração”, lembrou. 

A reportagem entrou em contato com a assessoria do prefeito para comentar o assunto, mas até o fechamento desta edição não obteve resposta.

Gabriel Almeidahttps://www.portaltemponovo.com.br/
Morador da Serra, Gabriel Almeida é repórter do Tempo Novo há seis anos. Atualmente, o jornalista escreve para diversas editorias do portal.

VOCÊ TAMBÉM PODE LER

CONTEÚDO PATROCINADO

close-link
error: Não copie! Compartilhe o conteúdo!